O pedestre tem a preferência

  1. Em cruzamentos sem sinalização para travessia, o pedestre tem a preferência.
  2. Na inexistência de faixa, o pedestre tem a preferência.
  3. Na saída de garagens e estacionamentos, passando pela calçada, o pedestre tem a preferência (especialmente válido em casos de ruas de mão única, quando o motorista sai olhando apenas para o lado da onde os carros vem).
  4. Se o pedestre já começou a travessia quando o farol abrir para os carros, ele tem a preferência.
  5. Lembre-se que você também é pedestre.
  6. A multa por não dar preferência ao pedestre permitindo que ele termine a travessia é infração gravíssima com multa de R$ 191,53.

Para quem é pedestre fica o conselho de quem é 98% do tempo pedestre: olho nos olhos do motorista para ter certeza de que ele viu você.

Dica extra: na conversão à direita ou à esquerda, use seta. O pedestre infelizmente não tem como adivinhar que você vai entrar se você não usá-la.

Mais uma dica: em muitos locais da cidade você vai encontrar pedestres na rua ao invés da calçada. Juro que eles não estão ali por esporte, mas porque as calçadas de São Paulo andam em situação pior que as ruas esburacadas e ir pelo asfalto muitas vezes é a única forma de pessoas idosas ou com dificuldade de mobilidade irem de um ponto a outro sem encarar degraus desproporcionais ou buracos inesperados. Isso quando tem calçada. Então, é horrível para você alguém andando pela rua, é horrível para ele também.

Gostou do Texto?

Cadastre seu email e receba novos
textos por email:

Deixe seu Comentário