Bull: Dressed to Kill (1×18)

Observação: Parece que o A&E alteroua ordem de exibição e na última quarta foi exibido o episódio 20. O episódio 18 será exibido nesta quinta, dia 24 de agosto.

Dica do dia: não adianta correr se quem quer te pegar ganhou a vida como quarterback em um time profissional de futebol americano. Ah, se ele realmente estiver com raiva de você, e o Chuck estava, a coisa fica ainda mais complicada.

Como se a moda não fosse dramática o bastante, Bull colocou uma morte em plena passarela, com a mentora de Chuck com um vestido de noiva – o nome do episódio devia ser Dressed To Die, mas vamos ter de aceitar o que veio.

Foi interessante conhecer mais um pouquinho do passado do Chuck? Sem sombra de dúvida. Mas eu realmente preferiria que os roteiristas nos contassem mais dos personagens sem que fosse preciso que eles estivessem em enrascadas ou alguém de quem gostam muito – Marissa, o ex-namorado; Chuck, a ex-chefe; Danny, um caso em que ela poderia ter deixado passar alguma coisa; Benny, a investigação sobre o caso em que ele teria mandado um inocente para a cadeia.

Acho que eu sinto mais falta de conhecê-los por quem são e o que os conecta entre eles – me irrito absurdamente quando Benny se irrita com Bull por uma estratégia ou quando Chuck, aqui, briga com ele por tentar defender um cara que tem grandes chances de ser inocente. Eu não espero cenas como os jantares de ação de graças de NCIS New Orleans – acho que o povo em Nova Iorque no máximo sai para tomar um drink na sexta juntos -, mas demonstrações de que além de um bom salário todos estão ali por acreditarem em algo.

Falando sobre o caso em si: já falei que Bull às vezes me parece inconsequente, aquele cara que aposta com a certeza de que vai ganhar. Bem, isso talvez tenha tirado parte da graça, já que eu tinha certeza de que Will não havia matado a moça – mas ele também não tinha cara alguma de ser um cara do mercado da moda e menos ainda de namorado apaixonado da modelo mais alta que ele… talvez tudo isso porque o ator era ruim para caramba – e então restava o mistério de quem era o verdadeiro assassino.

A aposta no concorrente estava muito óbvia, então comprei a ideia da namorada de Will ter cometido o crime, ainda que eu não entendesse o motivo. Por conta disso a virada com a descoberta que a moça tinha na verdade sido despedida foi recebida muito bem, ainda que na hora meu primeiro pensamento tenha sido que ela era o verdadeiro alvo do assassino e não que ela tivesse sido demitida para que Nella fosse obrigada a usar o vestido envenenado. E sim, gostei do Chuck tendo a oportunidade de jogar o assassino na grama.

Sobre os sapatos altos super confortáveis: quem inventar isso deve ficar milionário mesmo, mas eu não uso saltos.

P.S. Bull e Diana: não, continua “não combinando”.

P.S. do P.S. Bull dizendo para a Cable que ela tenta tanto ser diferente de todo mundo que acaba apenas sendo mais uma hipster: sem preço.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. Só agora percebi que o canal A&E trocou o ep 18 pelo 20, ou resolveu pular do 17 para 20.

    O episódio foi do lider espiritual que usa de hipnose para assassinar.

    Responder

    1. Eita e eu nem me liguei (perdi de novo a reprise de sábado, segundo sábado seguido de fondue risos). Olhei agora o email da semana deles e o dezoito vai ao ar amanhã. 😉

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *