The Librarians: And the Self-Fulfilling Prophecy (3×04)

Já passou da hora de admitirmos que Jenkins é mais que o “porteiro” da biblioteca, não é mesmo? Adorei o fato de ter sido o Oráculo de Delphi ter nos lembrado de que ele é Galahad… e de ter sido ele a salvar o dia.

Se a biblioteca protege Eve, bem, Galahad “É” a biblioteca.

E eu amei esse episódio todo!! Desde o mistério com os sortudos do time de natação de uma escola – além de medalhas, faturaram a loteria, também quero! – até a conclusão que Eve terá um papel fundamental no que promete ser a trama da temporada com a grande guerra entre bem e mal. Eve que foi revelada a mais importante guardiã de todos os tempos.

Também adorei a história de profecia em cima da profecia e o Oráculo vestido de moça da limpeza em que ninguém presta atenção. Até mesmo esse ceifador com cara de Assassins Creed eu gostei, só para vocês verem. Perdoei até aquela Austrália claramente falsificada com fundo verde.

Acho que tudo por conta da forma como a história toda aconteceu, com os desafios dentro do cubo e com a revelação de que eles estavam dentro do cubo. Você já sabiam? Eu fiquei muito surpresa e já tinha esquecido completamente do espelho de bolso àquela altura, o que tornou tudo mais legal.

 

 

Além disso, Jake e Ezekiel estavam “on fire” nos diálogos.

P.S. Tá, pegaram os tais óculos, mas e a água da piscina? Alguém lembrou de limpar?

P.S. do P.S. Por favor, ouçam mais o Jenkins, principalmente quando ele falar para não sair do único lugar que é seguro!

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *