X Company: Nil Nocere (2×05)

Esse foi o episódio do soco no estômago. Como ficar indiferente a realidade de ver seres humanos tratados como nada? Porque não dá nem para falar que eram tratados como animais. O destaque do episódios, então, vai para Harry, que depois de sentir o cheiro de podridão da morte e ácido e ver os itens dos judeus que foram roubados pelo médico tem a única reação possível.

Entendo Tom ter olhado para ele daquela forma, o susto, a falta de entendimento, mas entendo mais o Harry e seu sofrimento.

É o horror da guerra que muda as pessoas.

x company nil nocere 2x05 s02e05

Mas Nil Nocere também foi o episódio em que o grupo colocou em andamento seu perigoso plano de se aproximar de Faber usando a esposa dele para isso.

“That’s the kind of pain where you almost have to make yourself a different person to go on.” – Aurora/Helene

A ligação entre Aurora e Sabine não foi fácil demais, como alguns poderiam imaginar. As cenas dos episódios anteriores nos lembra a perda que Sabine sofreu e o quão sozinha ela está em sua dor. Aurora perdeu René, duas vezes, e na segunda vez foi ela que teve de dar o golpe final. Aurora que perdeu quem era e todo o seu passado, como o vestido com a estrela amarela fez questão de nos lembrar.

Acredito que pessoas em dor se reconhecem mais que qualquer outra pessoa e isso foi fundamental aqui. O problema é só que Aurora é uma boa pessoa, todos eles são, e ela vai se preocupar com Sabine.

Ainda temos, no episódio, a evolução da relação de Neil e Miri. Confesso ter muitas reservas com a garota – ela carrega raiva demais em si -, mas a ligação dos dois também me parece natural. Neil pouco fala de suas dores, mas ele, antes mesmo de se tornar um espião, viu muito de perto o horror da guerra levando sua família e ele também carrega raiva. mas uma raiva diferente.

P.S. Nil Nocere: primeiro, não fira.

P.S. do P.S. Evelyn não fala alemão (fala francês e inglês) e aprendeu as frases de sua cena com Sabine ouvindo uma fita gravada por Torben Liebrecht, que interpreta Franz Faber.

P.S. do P.S. do P.S. A cada episódio o time carrega mais fantasmas consigo e neste muitos foram acrescentados.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *