Festival do Rio 2016 faz da cidade maravilhosa a capital do cinema

festival-do-rio

De 6 a 16 de outubro de 2016, o Rio de Janeiro será a capital mundial do cinema: o Festival do Rio exibirá 250 filmes de mais de 60 países, espalhados por 15 mostras em cerca de 20 locais de exibição da cidade do Rio. Além das mostras já tradicionais, como Panorama, Expectativa, Première Brasil, Midnight, Première Latina etc., neste ano o festival contará com uma seleção suculenta de recortes especiais.

E, durante o Festival, enquanto o público assiste aos filmes em exibição nas salas e lonas, executivos, diretores, técnicos e roteiristas ganham o RioMarket como espaço para negociar produções futuras e discutir como desenvolver, produzir e comercializar novos filmes, da ideia inicial à exibição, além de debater o mercado audiovisual de hoje e o que se espera para os próximos anos.

O Boulevard Olímpico, na Praça Mauá, recebe uma programação especial com sessão ao ar livro e acesso gratuito: neste sábado, às 18h, A Fuga das Galinhas e as 20h, Bem casados. Neste domingo é a vez de Marias, às 18h, e Havana Moon, às 20h.

Ao longo da semana outras sessões gratuitas serão oferecidas nos seguintes locais: Cine Maison, Espaço BNDES, Centro Cultural Justiça Federal e Escola de Cinema Darcy Ribeiro.

No dia 11 de Outubro, a Sala Cecília Meireles vai sediar o encontro da música com o cinema: a Orquestra Petrobras Sinfônica fará um concerto após a exibição do filme IK80: O maestro e sua orquestra, o documentário dirigido por Bruno Vouzella, que acompanha a turnê comemorativa dos 80 anos do maestro Isaac Karabtchevsky, uma das mais brilhantes carreiras no cenário musical brasileiro. O curta traz ainda imagens de ensaios, bastidores e entrevistas, e aborda a carreira de maestro. Ao final da exibição, será realizada uma apresentação especial da Orquestra Petrobras Sinfônica, que navegará entre trilhas de cinema e Villa-Lobos.

Na quarta, dia 12, acontece a entrega do Prêmio Personalidade FIPRESCI Latino-Americana do Ano na Cinemateca do MAM ao diretor Carlos Dieges.

Criado há três anos,o Prêmio Felix tem por objetivo premiar o que de mais instigante e relevante há na produção mundial com um olhar voltado à diversidade de gênero.

O júri do prêmio, composto por Katia Adler, organizadora e diretora do Festival de Cinema Brasileiro de Paris e dos Festivais de Toronto e Montreal, Milton Cunha, jornalista, carnavalesco internacional e comentarista da TV Globo e Gilson Packer (Gerente Geral do CineSESC e também coordena o Projeto Tchorfland, que retratará 20 anos da militância LGBT em São Paulo) vai eleger, entre 28 títulos espalhados por toda a programação, os melhores filmes de ficção e documentário.

Já o Prêmio Suzy Capó – Personalidade Felix do Ano, como um tributo à memoria da programadora do Festival do Rio e idealizadora do Prêmio Felix que faleceu início do ano passado, será entregue à estilista e modelo Lea T, um dos nomes mais celebrados do cenário LGBTQ brasileiro em 2016, por sua imensurável contribuição à luta pela visibilidade trans.

Na sexta, dia 14 de outubro, às 18h, o Festival convida o público para participar do Prêmio Felix – Conversa com Lea T, uma mesa redonda com a presença da modelo e estilista Lea T, do carnavalesco Milton Cunha e da ativista e atriz Dandara Vital e moderação de Gilberto Scofield no Centro Cultural Banco do Brasil.

Ainda na sexta, James Schamus estará no Festival do Rio para a sessão de gala de seu primeiro longa como diretor, o elogiado Indignação. O diretor vem ao Festival à convite de Rodrigo Teixeira, produtor do filme. Com extenso currículo, James Shamus foi co-fundador e CEO do estúdio Focus Features por 13 anos, é colaborador de longa data de Ang Lee, tendo trabalhado com ele no roteiro e na produção de filmes como O Tigre E O Dragão e O Segredo de Brokeback Mountain, além de ser professor titular na Columbia University.

O longa teve sua estreia no Festival de Sundance deste ano. Baseado no livro de Philip Roth, Indignação se passa em 1951, quando Marcus Messner (Logan Lerman), um brilhante estudante judeu de classe média viaja para Ohio, onde conseguiu uma bolsa de estudos em uma conservadora universidade, o que evitou que fosse convocado para a Guerra da Coreia. Quando Marcus chega em Ohio, sua crescente paixão pela bela Olivia Hutton (Sarah Gadon), e seu conflito com o diretor da universidade, colocam Marcus e seu bem traçado plano de vida em teste.

 

Serviço

Para mais informações sobre programação e locais, acesse o site do Festival.

Ingressos para o Festival podem ser adquiridos no Ingresso.com.

Ponto de Atendimento do Festival do Rio – Cine Odeon – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro – Praça Floriano, 7 – Cinelândia || 14h às 22h || 7 a 16/outubro

Ponto de Atendimento do Festival do Rio – Kinoplex São Luiz – Rua do Catete, 311 – Catete || 14h às 22h || 7 a 16/outubro

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *