Livro: A menina que contava histórias

A Menina que Contava Histórias é um livro com várias histórias dentro de uma história. Sage é uma garota que mora em uma pequena cidade, trabalha a noite como padeira e tem no rosto, em uma cicatriz, a marca de do meu maior arrependimento. Ao frequentar um grupo de luto, após a morte de sua mãe, ela conhece Josef, um alemão que é querido por todos, mas que resolve confessar a ela seu passado.

Nazista, ele escolhe uma garota de família judaica para que o ajude a terminar com sua vida e lhe perdoar. Segundo o judaísmo o perdão só pode ser concedido pela pessoa que foi ofendida, então Sage não pode fazê-lo.

Mas a avó de Sage é uma sobrevivente do Holocausto que nunca contou sua história. Minka era uma menina quando o terror alemão chegou à Polônia. Filha de um padeiro, ela sonhava escrever livros, já escrevia o primeiro, sobre um monstro que se alimentava de pessoas.

O livro é sobre Sage, é sobre o livro de sua avó, é sobre a história de Minka nos campos de concentração.

Jodi Picoult, uma de minhas autoras favoritas sempre, se supera neste livro cuja pesquisa tornou tão rico em detalhes – detalhes que algumas vezes reviram o estômago, em outras nos fazem chorar.

Antes da publicação, Jodi fez um leilão para a escolha do nome de um dos personagens. O dinheiro obtido foi doado a associação Advogados e Defensores de Gays e Lésbicas dos Estados Unidos.

Com certeza um dos livros favoritos pra vida.

Sinopse

Neste romance, Jodi Picoult examina com elegância até onde estamos dispostos a ir para proteger nossa família e impedir o passado de governar o futuro Sage Singer trabalha a noite toda, preparando pães e doces para o dia seguinte e tentando escapar de uma realidade de solidão, lembranças ruins e da sombra da morte de sua mãe. Quando Josef Weber, um idoso que participa do grupo de luto de Sage, passa a frequentar a padaria, eles começam uma amizade improvável. Apesar de suas diferenças, ambos enxergam um no outro as cicatrizes ocultas que as demais pessoas não veem. Tudo muda no dia em que Josef confessa um segredo vergonhoso e há muito enterrado — ele foi membro da SS na Alemanha nazista — e pede a Sage um favor impensável: que ela o ajude a morrer. O que ele não sabe é que a avó de Sage é uma sobrevivente do Holocausto… ou será que sabe? Se Sage concordar em fazer o que Josef pediu, enfrentará não apenas repercussões morais, mas talvez também legais. Com a integridade de seu amigo mais próximo manchada, ela começa a questionar suas suposições e expectativas sobre a vida e a própria família.

P.S. Este livro faz parte do Kindle Unlimited, assinatura que permite ler quantos livros quiser pagando um pequeno valor mensal.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *