Grimm: Maiden Quest (5×04)

Algumas tradições antigas definitivamente precisam ser deixadas de lado, mas tem gente que se apega demais e as atualiza, como o pai Weten Ogen que usa um mafioso de quem ele queria se vingar no lugar do dragão que deveria ser morto no passado para definir qual pretendente teria direito a mão da donzela, aqui a filha dele.

Ele só não contava que a própria filha odiasse tanto a coisa que acabasse por matar os dois primeiros para impedi-los de cumprir a missão dada por seu pai.

O caso, apesar de simples, teve dois pontos interessantes na trama: primeiro pelo fato do tal mafioso acreditar que seu herói usava uma máscara de animal e se apegar a isso de tal forma que, ao ver pai e filha transformando-se, ele pira. Aqui entre nós eu espero essa reação de todos que acabam por ver um wesen em sua forma e, tirando Wu, eu sempre tinha me decepcionado com as reações anteriores.

Segundo que, tendo um caso complicado para resolver, Nick pode contar com o apoio de Adalind. Gente, sério, não dá para pensar que os roteiristas poderiam tê-los colocado juntos muito antes.

Grimm Maiden Quest 5x04 s05e04

 Na verdade o episódio todo foi cheio de momentos legais entre os dois e, ainda que Adalind esteja admitindo mais facilmente a importância do Grimm em sua vida, ele também demonstra gostar de estar com ela, em seus sorrisos ou olhares. Então tivemos os dois se complicando com o pequeno Kelly aos berros, comendo juntos e falando do passado deles e na cena do banheiro, com Adalind usando a camisa de Nick.

É impossível negar a química que estes dois tem.

Só que o episódio termina nos lembrando que existe uma guerra lá fora: Trubel está de volta e o estado em que ela chega indica que sua fuga não foi nada nada fácil.

P.S. Monroe e Rosalee tiveram participação pequena por hoje, mas é sempre bom vê-los.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. Não me recordo se já comentei sobre isso, mas se falei me desculpem, qdo comecei assistir Grimmm, pensei que seria uma série adolescente, mas resolvi dar uma chance, e hj percebo o quão adulta ela é. Roteiro afiado, personagens carismáticos.
    A química entre Adalind e Nick é tudooooo.

    Responder

    1. Oi Andrea, pode repetir, a gente não liga. Eu não sabia o que esperar, mas falo que o quarto episódio da série é um divisor de águas, quem foi até ali se apaixona e não larga mais.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *