Crossing Lines: Penalty (3×11)

A terceira temporada de Crossing Lines vai chegando ao fim sem baixas na nova equipe – podemos considerar um milagre ou estou falando cedo demais? – e apesar de muito boa e consistente, fico com aquela impressão de que falta algo.

Penalty, por exemplo, foi um excelente episódio: começou com a forma inesperada como a guria morreu no trem – que ela ia morrer a gente já sabia -, passou pela amarração de pontas que levou a descobrirmos a tal troca de remédios por cópias mal feitas e então a um cara que podemos considerar um tremendo terrorista.

Crossing Lines Penalty 3x11 s03e11

Talvez o escorregão tenha sido aí: enquanto trama para ganhar uma fortuna a despeito de matar milhares de pessoas, pegar o culpado ainda no mesmo episódio me pareceria adequado. O problema é que a tal troca de remédios fazia parte de um plano maior de vingança – sério, a forma como terroristas usam essa palavra me enoja, mesmo em roteiros de ficção – e então eu fiquei esperando por mais.

Então pegar o culpado tão facilmente não combinou com o tamanho da trama.

Temos então o sorriso que ele carregava no rosto no momento em que foi preso pelo Constante e eu achei que isso significaria que não acabou por aqui. Só que em seguida temos a conversa de Dorn com ele e voltamos ao sentimento anterior…

Resta então um último episódio para nos contar uma história nova e que ainda assim tenha cara de final de temporada.

 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

6 Comentários


  1. FIQUEI COM A MESMA SENSAÇÃO. AMO A SÉRIE, ACHO QUE GASTAM UMA GRANA ALTA PARA DESENVOLVÊ-LA, MAS PECAM NO DESENROLAR DAS TRAMAS.

    QUERO SABER SOBRE A IRMÃ DO CONSTANTE. SERÁ QUE DORN SABE ALGUMA COISA SOBRE ISSO E NÃO PODE FALAR?

    Responder

  2. Também acho que a série tem muito potencial, mas peca em alguns momentos. Fica a dúvida se vai ter quarta temporada ou não… queria muito que tivesse. Também acho que faltou desenvolver mais a história de Carine. Ela ainda é um mistério na série.

    Responder

    1. A grande verdade é que ela somente apareceu mesmo nos três últimos episódios. A série tem boa audiência na Europa e como é produção conjunta tem boas chances de renovação.

      Responder

  3. Para ser sincera, eu fiquei bem decepcionada com a terceira temporada. Eu acompanhei a primeira e a segunda e fiquei encantada. Quando fiquei sabendo da troca dos atores, não gostei, mas resolvi dar um chance e assisti à terceira temporada completa. A série caiu bastante, fiquei triste, pois adorava o estilo. E enquanto a atriz que faz Carine, achei muito fraca. Não passa muita emoção, é sempre a mesma cara. Tenho minhas dúvidas se vai ter quarta temporada.

    Responder

  4. pois não teve um fim, cade a irmã do Marcos? que venha a quarta temporada, ótimo seriado mas, ficou faltando o Marcos encontrar a irmã…

    Responder

  5. Gente, eu sei que a terceira temporada teve seus pontos baixos, mas eu amo a série. Amo o estilo. Fico triste porque a chance de não ter a quarta temporada é grande. A atriz que faz Carine (Elizabeth Mitchell) vai começar a gravar em março outra série nos EUA, Dead of Summer, e parece que vai ser a protagonista. Alguém sabe dizer se vão substituí-la em Crossing lines? Enfim, ainda tenho esperança de que a série não seja cancelada…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *