Eu só acho que seu próximo telefone deveria ser um Zenfone

Como parte de vocês sabe, em julho recebi da Asus um Zenfone2 para testar antes do lançamento oficial que ocorreu no final de Agosto. Foi um mês de intenso uso do aparelho e de muita, mas muita, selfie feita só para aproveitar do modo Embelezamento da câmera frontal do aparelho.

Este foi o meu segundo contato com os telefones da marca Asus, responsável por boa parte das placas mães que rodam em computadores das mais diversas marcas: em 2014 eu havia testado e aprovado o Zenfone5 que continua no mercado como um smartphone de meio de mercado – ótima relação custo benefício para quem não precisa de tantos recursos ou não instala 999 aplicativos.

Já na época me chamou a atenção a simplicidade da interface desenvolvida para Asus no sistema Android, depois de experiências anteriores traumáticas, e eu realmente fiquei feliz de poder indicar um celular cuja faixa de preço não assustava ninguém que dá valor ao dinheiro que ganha – cujo valor é medido pelo tempo que você gastou para ganhá-lo.

Só que a aposta de 2015 da Asus é de outro patamar: trazer um celular que pode competir com aqueles que são os queridinhos do mercado, leia-se Iphone6 e Galaxy6, com preço que não são um absurdo – sorry, se um celular custa o preço de duas televisões ou de uma máquina de lavar, que são bens duráveis, tem algo errado na conta, por mais que exista o apelo emocional das marcas.

E com certeza o Zenfone 2 não decepcionou: foi um mês de uso intenso, vários aplicativos instalados e desinstalados, 4G, Edge, Wi-fi, selfies e fotos com pouca iluminação, além de vários vídeos bobos no Snapchat e nenhuma reclamação. Nenhum travamento. Uma câmera de dar gosto quando é usada e que surpreendeu pelo resultado obtido por uma lente poderosa aliada a um software extremamente competente.

Zenfone 2 e Zenfone Selfie

O amor foi tão grande que ele se tornou oficialmente meu telefone, fazendo com que meu marido se tornasse o feliz proprietário de um Lumia 935 – e, olha, ele abandonou o iPhone e até hoje não se arrependeu disso; eu já disse para vocês que se prender a apenas um sistema operacional hoje em dia é bobeira.

Para quem quer saber mais sobre as especificações técnicas: processador Intel Atom Quad-Core de 64-bit, tela IPS Full HD de 5.5”, câmeras PixelMaster de 13 megapixels (traseira) e 5 megapixels (frontal), primeiro smartphone brasileiro 4G/LTE com 4GB de RAM e até 32Gb de memória expansível com cartão. Ah, sim, mantendo o padrão estabelecido com o Zenfone5, ele é dualchip e tem um carregador rápido que garante a felicidade de qualquer dependente de mobilidade.

Tudo isso a um preço médio de R$ 1.499,00. Como o Marcel do BQEG disse: peso pesado com preço de peso pena.

O que eu não esperava mesmo é que esse fosse apenas um dos lançamentos que a Asus preparava para agosto, além do Zenfone 2 que eu testava, a marca anunciou em um grande evento na cidade de São Paulo os três irmãos charmosos do smartphone: Zenfone Selfie, com uma câmera frontal de 13 megapixels e uma lente traseira com abertura f/2.0 e foco laser; Zenfone 2 Laser, uma versão um pouco mais simples do Zenfone 2, mas com foco laser na câmera traseira ; e o Zenfone 2 Deluxe, com design exclusivo e até 256GB de armazenamento interno (mais armazenamento que muito netbook por aí).

Jornalistas e blogueiros de tecnologia se esbaldaram no evento testando as possibilidades dos aparelhos lançados e ainda voltaram para casa com um Zenfone Selfie para teste  – no meu caso o teste foi tão eficiente que eu aceitei deixar de lado o Zenfone2 vermelho, e olha que eu sou obcecada com vermelho, e desfilar de telefone rosa por aí. Diga-se: o rosa e o azul escolhidos para as traseiras do Zenfone Selfie são lindos, perdendo em atenção apenas para o design de multi-facetas do Zenfone Deluxe.

Usando o Zenfone

Como eu disse eu usei o Zenfone 2 intensamente por um mês, mas desde o evento migrei de forma primeiro provisória e depois definitiva para o Zenfone Zelfie: como uma boa apaixonada por fotografia o apelo da câmera frontal e do foco da câmera traseira me ganharam, ainda que eu sinta falta do carregamento rápido algumas vezes – ele só é disponível para o Zenfone 2 e Zenfone 2 Deluxe.

As câmeras, tanto de um modelo como do outro, são excelentes e destaco a qualidade das fotos obtidas com pouca iluminação, usando o modo superdefinição e os recursos de eliminar pessoas em movimento no caso de fotos feitas em lugares públicos – quem nunca quis tirar foto de um prédio, mas não teve como impedir as pessoas passando? – e de mudança de foco, que permite desfocar o fundo das fotos, destacando o elemento principal, como nesta foto abaixo:

006

Apesar de ter cedido aos apelos da câmera frontal mais potente, com exceção das fotos tiradas de itens mais próximos, as câmeras traseiras dos dois modelos tem desempenho igual (fileira de cima Zenfone 2, debaixo Zenfone Selfie, modos Automático, Super Resolução e Pouca Luz):

Fotos com Zenfone 2

Testando Zenfone Selfie

Já quando o assunto é a câmera frontal a diferença aparece principalmente na nitidez dos detalhes:

Câmera frontal Zenfone 2 versus Zenfone Selfie

Outra coisa que acabou por me encantar e abandonar o Windows Phone sem dor no coração foi a possibilidade de alterar a aparência geral do aparelho, seja utilizando os temas desenvolvidos pela própria Asus – tem um que é a cara dos fãs de Games Of Thrones – seja através de aplicativos de outros desenvolvedores e facilmente aplicados no aparelho. Na foto abaixo você pode visualizar a tela do Zenfone2 padrão e a do Zenfone Selfie já totalmente modificada (usei os aplicativos Numix Circle e Line Deco sobre o tema básica da Asus, diz o pessoal da Pixar que formas arredondadas são mais agradáveis aos olhos humanos):

Android personalizado com aplicativos

Na foto vocês também podem  ver a diferença de posicionamento da câmera frontal: enquanto no Zenfone 2 ela fica mais para o lado, como os demais celulares, no Selfie ela é central, facilitando o enquadramento. Ela também tem modo especial para selfies de grupo e permite uma abertura maior para “caber mais gente”.

Ah, o Zenmotion…

Mas o que eu não vivo mais sem, mas não mesmo, é o Zenmotion. Com esse recurso, os aparelhos Asus da linha podem ser desbloqueados com apenas dois toques de tela. Se você quiser ir para a câmera? Basta fazer um C com a ponta do dedo. Para uma Selfie, um S. Para abrir os e-mails, um E. Whatsapp? Um V. O Facebook abre com um Z. Quer dizer, isso é no meu telefone, porque o Zenmotion permite que você defina qual aplicativo você prefere que seja aberto com cada gesto. Tem vídeo aqui, óh!

Entendeu porque eu acho que você deveria ter um Zenfone?

Características técnicas dos lançamentos

Zenfone Selfie: é o smartphone para amantes de selfies, com duas câmeras – frontal e traseira – com a mesma resolução: 13 megapixels. A traseira tem uma lente com abertura f/2.0 e um sistema laser que possibilita foco instantâneo para fotos claras e nítidas. O smartphone inclui um modo de embelezamento para aprimoramento em tempo real da imagem: bastam alguns toques para suavizar imperfeições, ajustar tom da pele e afinar bochechas. O modelo oferece o modo Selfie Panorama, que tira proveito da lente frontal com abertura f/2.2 e ângulo de visão de 88 graus para capturar selfies panorâmicas com um campo de visão de até 140 graus. Vem com processador Qualcomm Snapdragon 615 octa-core e 3GB de RAM, com tela Full HD de 5,5”.

Zenfone 2 Laser: também com câmera traseira de 13 megapixels, se destaca pelo foco automático laser. Será vendido com tela de 5,5 polegadas, protegida com Corning® Gorilla® Glass 4 para mais resistência e durabilidade, e conta com um processador Qualcomm® Snapdragon™ e 2GB de RAM para desempenho máximo.

Zenfone 2 Deluxe:  é um modelo da família Zenfone 2 com design exclusivo e configurações topo de linha. O smartphone conta com acabamento único colorido e multifacetado com 500 polígonos, tela de 5,5” Full HD IPS, câmeras PixelMaster de 13 megapixels/5 megapixels, processador Intel® Atom de 2,3 GHz com 4GB de RAM, conectividade 4G/LTE e 128GB de armazenamento interno (o de 256GB será lançado em Outubro em edição limitada e acabamentos exclusivos).

Além dos aparelhos, vale destacar que a ASUS lançou uma série bastante completa de acessórios: o Lolliflash (do qual já falei aqui no blog), o Zenflash (um flash profissional que funciona apenas com os aparelhos da linha), o ZenpPower (uma bateria extra que permite até 3 recargas completas dos aparelhos) e diversas opções de capas para os smartphones lançados.

Leia também

Cora Rónai (essa entende do riscado quando o assunto é tecnologia)

Marcel do Byte Que Eu Gosto

Rodrigo Toledo

Algumas fotos do evento, você pode ver mais no meu Instagram e também fotos e vídeos no meu Flickr sobre o evento e o uso do Zenfone:

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *