Hannibal: Dolce (3×06)

Uma refeição só fica realmente completa quando é arrematada por uma doce sobremesa, o Dolce que dá nome ao episódio, o encontro final de Will e Hannibal – proporcionado pelo fracasso de Jack em matar o canibal, o que me faz pensar se essa não era sua intenção desde o começo.

Jack precisava que Will tomasse a decisão certa. Will precisava mostrar que, quando confrontado com a chance de fazer o certo, dessa vez ele escolheria o bom e não o mau.

Dolce foi, como encerramento de uma trama, um episódio de escolhas.

Jack e Will escolhem o certo, Bedelia escolhe a fuga – e arrasa com o seu “not today” -, Hannibal escolhe permanecer, mesmo sabendo que deveria fugir.

E ele escolhe isso porque ele “precisa” comer Will. Ele precisa tirar do mundo a pessoa que é mais próxima dele, então ele se arrisca. Ele arruma a mesa para que ele, Jack e Will possam celebrar juntos depois da precisa intromissão de Chiyo.

 

Hannibal Dolce 3x06 s03e06 Hannibal Will

Como Hannibal relembra ao longo do jantar que encerra o episódio, Jack também se “banqueteou” do cérebro de Will. Ele fez com que Will baixasse a guarda, enquanto incentivava Hannibal a influenciá-lo.

Tanto foi que, apesar de toda a liberdade poética tomada sobre a obra original, Jack e Hannibal dividindo a mesa e Will como prato principal é algo que já havíamos imaginado mais de uma vez, mesmo sem perceber.

 

E, assim como quando saímos de um sonho, a cena do jantar – Hannibal cortando a caixa craniana de Will, o sangue espalhando-se, algo tão diferente de todo o cuidado que ele sempre teve com suas cenas de refeição, aonde nada menos que a perfeição seria aceito -, é interrompida bruscamente e somos levados para longe das ruas e paisagens de Florença.

Somos levados para Mason e sua vingança.

Algo me diz que o digestivo, bem, poderá afetar estômagos mais sensíveis.

P.S. Totalmente arrependida de ter relido Hannibal, não consigo não comparar as duas obras e sentir falta de Clarice.

P.S. do P.S. Não importa a versão de Alana, ela é sempre incrivelmente chata e não gostei da visão da relação dela com Margô.

P.S. do P.S. do P.S. Assim como não gostei do desejo de um herdeiro ter partido de Mason e não de Margô, ainda mais arrematado por aquele discurso de que ele se esforçaria para ser um bom pai.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário


  1. OMG !!!

    o que foi aquela cena do Hannibal abrindo o crânio do Will ???
    foi ilusão ou o que ???

    como assim a cena termina na presença do Mason ???

    gente estou delirando ….

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *