Person of Interest: Last Call (3×15)

Outro episódio que poderia não se destacar, mas cuja execução não deixa dúvidas de quanto esse pessoal aqui é bom no que faz. E olha que eu nem falei do novo personagem que entrou para o intrincado jogo que nossa equipe pratica na cidade de Nova Iorque.

Simplesmente não faltaram motivos para gostar do episódio, que caprichou na ação, que nos deu uns sustos, que garantiu tensão e conseguiu entregar um final feliz.

Primeiro porque vimos Harold em campo, se passando por um atendente do 911, papel bastante adequado, depois porque Sara, o número sorteado pela máquina, merecia toda a nossa atenção: uma mulher determinada a fazer o bem no mundo, mas que carrega a difícil culpa de se sentir responsável pela morte de uma criança – pessoas boas não deviam passar por coisas assim.

Depois por vermos quão longe foi um cara para apenas apagar uma ligação ao 911 que incriminaria um ricaço. Bom, ao que parece esse nosso novo personagem não tem problema nenhuma em sequestrar crianças, matar pessoas ou explodir metade da cidade.

E um homem como esse no encalço de Harold pode ser bem assustador, mesmo que nosso amigo tenha dado bola nenhuma para o perigo que isso representa.

E o que foi ver Fusco como o funcionário do mês dentro da delegacia? Ele pode até reclamar que está tendo trabalho demais, mas vamos combinar que ele bem que gosta de tanta atenção.

Person of Interest Last Call 3x14 s03e14 Reese Shaw Harold

P.S. E seu novato em treinamento não deve demorar nada nada para acabar tendo que dar uma força para a equipe principal.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *