Maio eu que fiz #memademay15

Se você pesquisar a hashtag #memademay15 em qualquer rede social, em especial no Instagram, terá sua tela invadida por moças de todos os países usando peças que elas mesmas costuraram.

A brincadeira, que teve sua primeira edição no ano passado e que eu desconhecia até o gentil convite da minha professora de modelagem, a Francine, é deliciosa e se tornou meu passatempo preferido neste mês.

Como a própria Fran conta em seu blog, o desafio foi criado pela Zoe do So, Zo, what do You know? com a ideia de nãos ó encorajar mais gente a “colocar a mão na massa”, mas também fazer com as que o fazem tirem essas peças do fundo do armário, ainda que elas estejam meio tortas ou imperfeitas aos nossos olhos.

Com essa ideia, ela acabou pro aproximar gente dos mais diversos lugares, mas com o mesmo gentil olhar para o que é feito a mão. Eu mesma já comecei a seguir costureiras da Austrália, Japão e, aqui no Brasil mesmo, de Brasília e Porto Alegre.

E, como nós brasileiros adoramos deixar tudo com a nossa cara, você encontrará hashtags bem humoradas como #fazerémelhorquecomprar, #roupafeitaemcasa, #amocosturas e, a que eu andei usando, “maioeuquefiz.

Bom, eu com certeza ainda não tenho 31 peças de roupas para desfilar, na verdade fazer roupas é algo que só comecei agora após o curso de modelagem de saias, mas não resisti e comecei a postar diariamente.

collect memademay15

Para completar o desafio, então, vou correr com projetos que eu já queria ou tinha iniciado, como uma calça xadrez que fiz nesta semana e cujo tecido havia sido comprado há meses, e trapacear um pouquinho usando muitos acessórios.

Bom, na verdade, hoje até os filhotes animais entraram na brincadeira desfilando as roupas feitas pela “mamai” deles.

Para quem curtir costura, trabalhos feitos a mão, vale muito a pena dar uma olhada no que esse desafio está produzindo.

No meu caso você pode acompanhar minhas fotos diárias no Instagram ou na fanpage do blog.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *