Uma lista de filmes pra recobrar a fé no mundo

Minha categoria favorita de cinema: filmes doces que nos fazem ter fé de que o mundo não é um lugar tão ruim assim. Um Sonho Impossível é um dos campeões da categoria, mas me especializei em procurar por eles cada vez que tenho que escolher algo para assistir e acabei descobrindo muita coisa boa. Depois descobri que vários amigos também adora esse tipo de filme e não conheciam alguns muitos bons.

Resultado: uma listinha para você poder aproveitar em casa, alguns para a família toda, e quase todos disponíveis no Netflix:

amor impossível

Amor Impossível com Ewan McGregor e Emily Blunt: Ewan interpreta Alfred Jones, um especialista em peixe e pesca do governo britânico que acaba sendo escolhido por um xeique (Amr Waked) que acredita que a arte da pesca do salmão pode transformar a vida de sua gente e decide levar a pesca esportiva para o meio do deserto. Apesar de achar a ideia absurda, Alfred passa por um momento péssimo na vida e o governo britânico precisa de boas notícias para o jornal, fazendo com que o especialista acabe no meio do deserto e descubra como o improvável pode tornar nossa vida melhor.

Estão Todos Bem com Robert De Niro: a história de um homem em busca de reencontrar um de seus filhos e que, pelo caminho, descobre coisas sobre si mesmo, sobre sua esposa já falecida e sobre cada um dos membros de sua família. E encontra uma oportunidade para um recomeço muito mais verdadeiro. Ah, sim, também tem uma das mais lindas músicas do Paul McCartney feita especialmente para ele e De Niro em ótima forma.

Eu e Deus com Jeff Daniels e Lauren Graham: o nome original do filme seria algo como “o homem com a resposta”, personagem de Daniels, autor de um livro em que ele descreve seu encontro com Deus. Após o sucesso do livro ele desaparece do mundo, literalmente, até que uma dor nas costas faz com que ele conheça uma fisioterapeuta que o faz ter vontade de sair de casa e viver a vida. Não exatamente uma vida fácil, na verdade bem complicada. Mas ela tem ótimas regras para a vida, o que ajuda bastante.

Mary And Martha com Hillary Swank: esse é daqueles que você chora rios, mas chora mesmo. Duas mães, dois filhos mortos e a luta para tentar impedir que outras pessoas sintam a dor que elas sentiram. Acho que essa frase resume o filme, mas é incapaz de transmitir minha admiração por elas. Uma história real – motivo duplo para recobrar a fé, não é mesmo?

Jornada Pela Justiça com Julia Ormond: eu adoro a Julia e foi por isso que eu resolvi dar uma chance ao filme. Ele conta a história real de uma mulher que, mesmo sem o diploma de direito, resolveu ajudar um homem condenado a morte por um crime que ele não cometeu. Tem jeitão de filme para a televisão, mas é muito bonito.

1000 to 1 com David Henrie: um rapaz que é um prodígio do basquete sofre um derrame e precisa recomeçar sua vida. 1000 to 1 é uma referência as cestas que ele faz no ano anterior ao derrame e no ano seguinte. Mais uma história real, ele recentemente passou na televisão aberta, e é perfeito para ver com os filhos.

o visitante richard jenkins

O Visitante com Richard Jenkins: Jenkins é Walter Vale, um professor universitário que não tem um objetivo na vida. Solitário desde o falecimento de sua esposa, ele permanece na universidade em que trabalha e finge ser co-autor de livros os quais nem lê até que é enviado para uma conferência em Nova York e resolve ficar em seu apartamento na cidade, o qual não visita há vários meses. Porém ao chegar descobre que o local agora abriga um casal de imigrantes ilegais, formado pelo sírio Tarek (Haaz Sleiman) e a senegalesa Zainab (Danai Jekesai).A relação de Vale e Tarek irá modificar a vida dos dois. E o final desse filme é uma das coisas mais lindas que já vi!

Garota Ideal com Ryan Gosling: você leu sobre a história de um rapaz surdo que teve um dia totalmente diferente porque todos os seus vizinhos conversam com ele utilizando a linguagem dos sinais? Pois eu não duvido nada que o pessoal da agência tenha se inspirado pelo filme Garota Ideal.  Pois a cidade em que essa história se passa tem os melhores vizinhos do mundo. Eu queria mudar para lá!

O Grande Milagre com Drew Barrymore: um filme em que humanos diferentes se unem para salvar uma família de baleias. Como não gostar? Uma história real para ser assistida por toda a família.

Tinha de Ser Você com Dustin Hoffman e Emma Thompson: Bom, se tiver Emma Thompson eu assisto. Ela mais Dustin Hoffman é excelente. Harvey Shine (Dustin Hoffman) é um compositor de jingles que está com o emprego em risco que viaja para Londres para o casamento de Susan (Liane Balaban), sua filha, mas precisa estar de volta a Nova York na segunda, para uma reunião importante. Só que nada sai como ele planejou: a filha prefere que o padastro a leve ao altar, ele perde o vôo de volta e acaba sem emprego. Motivos de sobra para ir a um bar, aonde conhece  Kate (Emma Thompson), primeira pessoa que realmente parece disposta a escutá-lo. Uma história de amor maduro, de recomeço, delicada e linda

Quando Me Apaixono com Helen Hunt e Colin Firth: Helen Hunt interpreta uma mulher prestes a completar 40 anos, desesperada por ter um filho, sem sucesso, e que se vê abandonada por seu marido. Frustrada e confrontada com a verdade sobre sua mãe biológica ela resolve que é o momento de tentar tudo, de se jogar. Afinal, se a vida faz troça de nós enquanto fazemos planos, tem horas que o melhor mesmo é impor sua vontade. Se você descobrir o amor no processo, bem, ainda bem. Quase no finalzinho do filme, que tem um linda história judia sobre maternidade contada, April faz uma das mais lindas declarações de amor do cinema para o personagem de Colin. Linda porque muito verdadeira.

As Vantagens de Ser Invisível: leia o livro, veja o filme.  Uma história de como as amizades certas podem fazer com que seu mundo fique mais colorido. E de como é importante, antes de tudo, acreditarmos em nós mesmos para que o mundo nos trate melhor.

Minhas_Tardes_com_Margueritte_02

Minhas Tardes Com Margueritte com Gerard Depardieau: um homem que abandonou qualquer chance de aprendizado ao ser ridicularizado por amigos de escola por suas dificuldades de ler. Uma mulher que sempre teve nos livros o seu maior prazer, impedida de aproveitar dele por causa da idade. O encontro dos dois é recheado de tamanha ternura que é impossível não se emocionar e não acreditar que podemos recomeçar nossa vida na hora que quisermos. Ah, sim, e o cenário é Paris. Precisa mais?

Bom, acho que é isso. Espero que curtam e, claro, que indiquem mais filmes dessa categoria que é a minha favorita.

P.S. E o blog Razões Para Acreditar precisa estar entre os seus favoritos: recheados de histórias reais que nos mostram como o ser humano ainda é capaz de fazer o bem.

Gostou do Texto?

Cadastre seu email e receba novos
textos por email:

Deixe seu Comentário