Sleepy Hollow: Go Where I Send Thee… (2×04)

O flautista que livra uma cidade de ratos conduzindo-os pelo som de seu instrumento já me dava arrepios na espinha quando era apenas uma história de conto de fadas com final feliz – eu sempre achei que tinha algo de errado nesse poder dele sobre os ratinhos – e depois de imaginá-lo monstruoso e usando flautas feitas com ossos de criança, bem, eu posso dizer que meus medos eram justificados.

Além disso, já expliquei a vocês o fator “sou mãe” e sua influência na forma como eu absorvo episódios e filmes em que crianças são colocadas em perigo, certo? Fiquei aflita pela garotinha que desaparece logo de início e pelo fato de sua mãe se sentir tão sem opção a ponto de parar naquela floresta com ela enquanto seus filhos mais velhos param no hospital.

Finalmente, o fato do Henry colocar as mãos na tal flauta, graças a ajuda Hawley (ele pode ser um charme e dar ótimos apelidos para o Ich, mas não é confiável), não é nada animador.

Ainda que Ich tenha conseguido matar o tal flautista.

Sleepy Hollow Go Where I Send Thee... 2x04 s02e04

Acho especialmente engraçado ver comentários sobre a serie feitos por não americanos. A reclamação mais recorrente é o fato deles sempre ligarem o que acontece agora a alguma personalidade da história americana. Bom, como grande fã de história e já tendo minha cota de monstros “simples” em Supernatural, digo que essa é a maior graça da série para mim.

Terror final (porque parece que eles sempre arrumam um jeito de nos fazer ter certeza de que a coisa está bem feia na guerra do bem contra o mal): a visão que o capitão tem do futuro depois da certeza de ter feito a maior besteira de sua vida ao assinar com seu novo advogado.

P.S. Abbie mostrando saber o que Ich andou aprontando com Jenny: sem preço.

P.S. no P.S. Sentiu falta de Katrina? Eu não.

P.S. do P.S. do P.S. Pode usar a expressão “cerimônia de login” na vida real também, gente?

 

 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário


  1. SOCORRO !!! me digam qual foi o professor de direção do Ich pois eu também quero …. ou melhor se ele quiser mudar de profissão já tem como instrutor de direção o seu emprego … hehehehh

    e sobre o encantador de rato eu prefiro o do Grimm

    e o Hawley pode voltar quantas vezes quiser …. o menino lindo \o/

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *