Canal Sony dubla as séries do seu primetime e você que se vire procurando a reprise

Jamais vou esquecer da cabine de imprensa em que o Canal Sony mostrava o episódio piloto de Revenge. Mais do que gostar da série, saí de queixo caído com a afirmação da diretora do canal de que eles passariam a dublar a programação. Para ser mais exata a declaração foi: “As novas séries vão estrear dubladas neste ano. Nosso setor técnico está trabalhando para oferecer opção de áudio ou legenda, mas não sabemos quando isso vai acontecer e mesmo que isso não aconteça, na virada do ano as séries antigas também passarão a ser dubladas”.

O barulho dos telespectadores na época foi suficiente para que o canal voltasse atrás e passassem a oferecer as séries com áudio original no primetime e as reprises dubladas. Claro que o modelo não é o ideal e vira e mexe o estagiário trocava as fitas, exibindo dublado no primetime e legendado na reprise.

O tempo passou e canais como o Universal e o TNT – curiosamente sempre dado como exemplo de canal que tinha programação dublada e era sucesso de audiência – passaram a oferecer a opção de áudio e legenda em sua programação. Seguindo um caminho já trilhado pelo HBO, FOX e Telecine. Então, acredito eu, a tecnologia não deve ser um bicho de sete cabeças.

Após o início de 2015 o Sony estreou Once Upon A Time, em sua quarta temporada, dublado aos domingos. Isso mais os constantes comerciais de suas séries do primetime dublados já indicavam que boa coisa não viria e ontem meu medo se confirmou: o retorno da 11ª temporada de Greys Anatomy veio dublado.

Muita, MUITA, gente reclamou nas redes sociais, mas parece que dessa vez o canal não vai rever sua intransigência, um verdadeiro desrespeito com quem já acompanha as séries há tanto tempo: pode se preparar para uma semana de decepções, todo o primetime será dublado e você que se vire para achar uma reprise dublada nas madrugadas ou finais de semana.

Ridículo. O Sony agora sai da minha programação.

Comunicado oficial do canal (pode ser lido na íntegra clicando aqui):

comunicado oficial sony sobre dublagem

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

8 Comentários


  1. Dublagem é uma afronta, uma falta de respeito.
    Não domino o inglês, mas faço questão de ter a legenda.
    Se a emissora não dá, vou assistir na internet.

    Responder

    1. Olha, agora refiz o texto com mais calma, risos, mas eu fiquei tão P da vida ontem a noite que nem sei! Como assim é difícil tecnicamente? São uns incompetentes, isso sim.

      Responder

  2. Difícil acreditar que haja dificuldade em colocar legenda etc. A meninada faz isso com os filmes/séries com o pé nas costas. Algumas horas depois de ir ao ar nos EU, já estão legendadas na internet.
    Infelizmente tenho pudor e não vejo pirata, mas diante do atraso e destes detalhes que irritam, acho que devia ver na internet!!

    Responder

  3. Por isso eu baixo varios filmes e series para assistir no conforto do meu lar, pois fica dificil ouvir algumas dublagens, fora que o som fica muito a desejar, então Sony se eu pudesse tiraria do meu pacote, pois a voz do ator/atriz, é muito importante.

    Responder

  4. Estava ansiosa pra ver o regresso da Crossing Lines e quase chorei quando vi que era dublado. Imagino pra quem assiste Grey”s Anatomy desde o começo e só pelo canal a frustação que deve estar sentindo. É uma total falta de consideração.

    Responder

  5. Desde a estreia de Once upon a time que não assisto mais a Sony. Sempre preferi o som original, pois só a entonação da voz também ajuda na interpretação. Além do mais, sou deficiente auditiva, o que dificulta muita assistir dublado, preciso da leitura labial e acabo lendo em inglês! Atrapalha tudo!

    Responder

  6. Só assisto agora meus programas por meios alternativos. Não fico presa a esse desrespeito. Aqui no Uruguai ainda não há a febre de dublar absolutamente tudo, mas caminha para isso.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *