Nigel Slater e a torrada de alho

Comentei outro dia em meu outro blog sobre minha paixão pelo canal BBC HD e seus programas de culinárias. Devo estar assistindo pela quarta vez a mesma temporada de Desafio dos Confeiteiros e não me canso – o programa que me fez abandonar os demais realities de competição culinária porque simplesmente eles nunca serão tão bons.

Uma das descobertas mais deliciosas foram os programas do Nigel Slater. Eu não conhecia o cozinheiro inglês mais simpático, acolhedor, querido, da televisão. Não sabia que existia um filme de sua biografia – Toast, indicado pela Sara do Cozinha em Cena – e nem sabia que eu poderia me identificar tanto com alguém.

Não que eu chegue perto do que esse homem é capaz na cozinha, mas pela forma que ele vê a comida, a forma como ele acolhe as novidades.  Algumas de suas frases não saem da minha cabeça, como “alguns acham que receitas devem ser seguidas grama por grama, passo por passo, eu acho que elas apenas servem de inspiração” ou “eu simplesmente não consigo imaginar um dia em que eu não coma pão” ou, ainda, “vegetais que amadurecem na mesma época combinam”.

Sim, eu ando meio obcecada pelo moço e isso tem resultado em duas coisa: cheiros maravilhosos pela casa e o planejamento da feira da semana seguinte pelo que ele mostrou em seu programa na semana anterior.

Na semana que vem, por exemplo, já sei que teremos vagens para serem feitas com presunto e queijo cremoso e cenouras para bolinhos fritos. Ah, sim, frutas vermelhas para uma sobremesa com merengue.

Nesta semana fiz torradas com alho e queijo de cabra e eu juro a vocês que eu não seria capaz de imaginar o quanto isso é delicioso.

toalha de alho com queijo de cabra

A receita original você encontra aqui, no site da BBC, a minha versão:

Ingredientes

– 2 cabeças de alho

– Azeite e temperos (eu usei sal, alecrim e um mix de pimentas)

– Pão (na primeira vez usei o italiano, na segunda o ciabatta, achei que o segundo funcionou melhor)

– Queijo de cabra (eu acho que vale tentar com outros queijos, escolha um de que goste e que derreta)

– Alface fresca

– Presunto de parma

Como fazer

– Coloque as cabeças de alho para assar em forno baixo (120-150) com azeite, sal e pimenta por mais ou menos uma hora. É importante que seja em fogo baixo porque do contrário eles queimarão (sim, eu fiz isso). Dependendo do tamanho dos dentes do alho eles podem ficar prontos um pouco antes, um pouco depois.

– Retire o alho do forno e esprema os dentes de alho em um pote, se estiverem bem assados eles irão formar um purê, caso estejam apenas macios você poderá usar um espremedor de batatas ou um pilão, a questão é que quanto mais assados, mais suave será o sabor.

– Tempere a pasta formada a seu gosto com sal, pimenta, tomilho e azeite.

– Passe a pasta de alho no pão um pouquinho aquecido e cubra com o queijo de cabra em lascas ou o queijo de sua preferência, seja generoso com você mesmo.

– Leve ao forno médio até que fique dourado.

– Enquanto isso coloque folhas de alface e presunto de parma em um prato, que receberá as torradas já prontas.

– Sirva um bom vinho e aproveite.

P.S. O Cozinha em Cena é outro dos meus vícios atuais, viu? Não sei como demorei tanto para descobri-lo e só o fiz por causa do Wasabi, o cão salsicha da Sara.

P.S. do P.S. Se você adora uma aventura culinária eu saiomostrando tudo no meu Instagram.

Gostou do Texto?

Cadastre seu email e receba novos
textos por email:

4 comentários em “Nigel Slater e a torrada de alho”

  1. Lu Monte
    Lu Monte 18/07/2014 em 2:07 pm

    O “Cozinha em Cena” é muito legal mesmo. 🙂

    Tenho sentido falta de cozinhar, testar novas combinações, novas receitas… a falta de tempo me empurra pra rotina. Mas un dia ainda hei de me dedicar a um projeto tipo o da Julie (Julie&Julia, sabe?) e fazer todo um livro da Nigella, de cabo a rabo! Gosto dessa visão de que as receitas devem inspirar e não serem seguidas matematicamente (embora pra sobremesas a coisa não funcione bem assim) e ela também pensa dessa forma.

    Vou caçar um programas do Nigel Slater, ainda não conheço. 🙂

  2. Sara
    Sara 18/07/2014 em 2:55 pm

    Simone que bom que gostaste do filme e fiquei muito emocionada pelas palavras sobre meus dois filhos (O blog e o Wasabi).
    Beijos grandes!
    Sara

Deixe seu Comentário