Homeland: One Last Thing (4×9)

Brody voltou! Brody voltou!! Respiram todos aliviados. E um pouco receosos: depois que quase toda a temporada sem nosso “herói”, a ideia agora é funcione como um agente infiltrado, já que o povo todo no Oriente Médio acha que ele é um terrorista, favor de Nazir. Quem mais acha que não vai dar certo, por favor levante a mão!

Homeland: One Last Thing (4x9)

Talvez esse meu receio seja simplesmente porque o episódio de retorno de nosso amigo não tenha funcionado nada bem até que ele e Carrie finalmente foram colocados frente a frente, nuna cena muito forte e terna, que nos faz ter certeza do quanto ela o ama.

Confesso que depois de achar que Carrie perderia o bebê – e, gente, a ideia desse bebê na trama é tão descabida que o melhor a fazer seria ela perdê-lo mesmo – eu fiquei esperando pelo momento em que ela diria a Brody que estava grávida, mas nada disso aconteceu.

Depois de ver uma família morrer por sua causa e passar a sobreviver a base de drogas, Brody resolveu direcionar seu ódio para Carrie. Acho que não só ódio por essas semanas, mas por tudo: por ter aceitado o plano maluco dela e Saul e ter acabado como terrorista e de agora estar de novo sem opção de escolha.

Sim, a situação foi um tanto amenizada no momento em que eles se despedem, e eu achei de novo que ela falaria do bebê, mas é simples pensar que a relação dos dois não tem retorno possível. Na verdade, acho que os dois e nós constatamos que não existe retorno possível desde que aquela bomba explodiu. Ambos são vítimas vivas daquela bomba, obrigados a seguir em frente em uma vida que não querem mais.

Ainda assim é impossível não pensar em como essa série pertence aos dois e que tudo que vimos até aqui de pouco valeu. Preferia que tivessem sido gastos menos episódios para introduzir o que realmente interessa: Brody tentando compensar o que fez e o que não fez, ciente de que ele não deve sair vivo dessa missão.

P.S. Momento Carrie e o novo diretor no hospital: horrível. Só valeu para ela descobrir para onde Saul tinha ido.

P.S. do P.S. Então o amante da esposa do Saul trabalhava para o novo diretor. Sério? Mesmo? Aff!

P.S. do P.S. do P.S. Mas Saul colocando o senador para fora da sala porque ele não pode saber do plano foi sensacional

P.S. do P.S. do P.S. do P.S. Reencontro de Brody com Dana: não foi de todo ruim, mas eu preferia que não tivesse acontecido ou que pelo menos ele falasse que não é culpado daquelas mortes, mesmo sabendo que é praticamente impossível acreditar nisso.

 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário


  1. Da família do Brody, só gosto dele. Então achei tb totalmente desnecessária a ceninha com a filhinha mala. Já vi toda a temporada, então, nem vou comentar mais, hehe!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *