Sherlock: The Sign of Three (3×2)

Sherlock é a série investigativa mais inteligente da atualidade. Ah, não é só isso não! Se fosse eu não teria passado este episódio rindo e chorando compulsivamente. Não sei nem dizer se um dia foi só isso, lá no começo, na primeira temporada que chegou despretensiosa.

Sherlock: The Sign of Three (3x2)

Também seria simplista eu chamar Sherlock de uma série sobre uma amizade – como eu já fiz com Grey’s Anatomy – mas é indiscutível que esse episódio foi sobre John e Sherlock. E o estranho assassinato de um dos rapazes da guarda real.

Com relação a parte da amizade: como não vibrar com toda a preparação do casamento quando Mary faz tão bom trabalho coordenando esses dois? Como não rir do tremendo porre em que os dois se meteram ao John incluir doses de tequila na perfeita equação de Sherlock? Como não rir da cara com que Sherlock ficou ao ser convidado para padrinho? E os guardanapos dobrados? E os dois brincando de Quem sou Eu? Eu ainda ria de doer a barriga quando Sherlock inicia o tão temido discurso. Que acaba por se revelar um dos mais emocionantes momentos da televisão.

Sherlock: The Sign of Three (3x2)

Que casamento perfeito! Com direito a assassinato!! E o Mycroft da cabeça de Sherlock? Eu confesso que não consigo elaborar textos inteligentes quando sou submetida a tamanhas emoções.

Com relação ao caso investigado: eu fiquei totalmente deliciada com o assassino invisível (o melhor dos casos entre os vários estranhos casos citados por Sherlock em seu discurso)!! Eu acho que era um tanto previsível quem seria a vítima no casamento,a final o cara estava saindo de casa como exceção, mas fiquei surpresa pela engenhosidade da faca no cinto.

No final, decifrar o como de tão engenhoso crime foi somente para brindar a esta união tão feliz dos quatro… Sim, já temos um bebê Watson a caminho e eu só posso imaginar maravilhas quando ele terá um padrinho chamado Sherlock por perto.

Ainda que eu tenha derrubado uma lágrima quando ele deixa sozinho a festa….

P.S. Quando o novo Doctor Who foi apresentado na Inglaterra algumas pessoas foram entrevistadas. Não vou lembrar exatamente quem, mas um dos rapazes presentes dizia que a magia em Doctor Who não era o fato de ser ficção científica de excelente qualidade, o que é, mas o fato de falar de tantas coisas importantes como morte, perda, crescimento, expectativa, apego, mas de uma forma distante. De uma forma que nos permitisse nos identificar ali, mas ao mesmo tempo nos sentirmos seguros. Acho que foi a melhor explicação do mundo. E acho que de alguma forma isso se aplica aqui, se aplica quando nos apegamos a este homem horrível tão bem descrito por Sherlock e, ao mesmo tempo, tão cheio de qualidades. Não somos todos assim afinal?

P.S. do P.S. Sherlock deduz, toca violino, compõem, dobra guardanapos, tem uma lista das pessoas que odeiam você E dança. Perdi até o fôlego!

Sherlock: The Sign of Three (3x2)

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

14 Comentários


  1. só pude ver hoje … agora a pouco e que delícia de episódio, foi um Mix perfeito entre o casamento e um caso pra resolver

    só me perdi no meio do caminho com aquela loucura na cabeça do Sherlock e todas aquelas mulheres que tinham saído com um fantasma … o que isso tinha com o caso ?

    e pobre soldado da guarda … ser escolhido como teste é azar demais

    e como não se afeiçoar perdidamente pela Mary <3
    seu vestido tão lindo me lembrou Downton Abbey

    Responder

    1. [SOPILER] O fantasma era o assassino. Ele usou todas aquelas mulheres pra se aproximar do Sholto, pra descobrir os horários dele e pra encontrar uma brecha na rotina metódica que ele mantinha. Foi assim que o assassino ficou sabendo do casamento.

      Responder

  2. Perdi. Você sabe se após o terceiro eps. vão reprisar os três novamente? Porque reprise de madrugada ninguém merece.

    Responder

    1. Cleo
      vou torcer para que reprisem pois a BBC HD reprisou umas 3 vezes Good Cop e Whitechapel

      Responder

      1. Ainda bem, vou fazer um esforço para assistir, isto é, deixar o Grimm para a reprise. E, sim, repetem muito. mas ainda não consegui assistir o Dr. Who especial de Natal.

        Responder

        1. Como colocaram Doctor Who de novo na grade na faixa das 22h00, acho que devem repetir quando terminarem de reprisar a sétima temporada.

          Responder

  3. O que vou falar não é spoiler, mas minha opinião: esse bebê vai render muito mais angústias do que alegrias.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *