3 gatos, quatro almofadas…

Nunca é tarde para cometermos erros de principiante. Pertencendo a gatos há tanto tempo me deixei seduzir por quatro cadeiras coloridas de ferro com almofadas no assento sem lembrar da empolgação com que os bichanos veriam esse novo “brinquedo”.

Quem lembrou disso foi o marido, mas já estávamos praticamente em casa, cadeiras no porta malas, conta paga. Além disso, a paixão pelas cadeiras era tanta que dificilmente voltaríamos e escolheríamos outras – que existiam sem almofada, mas não nas mesmas cores vibrantes que eu queria.

como manter gatos longe dos móveis e almofadas

Na primeira noite elas permaneceram empilhadas. Na primeira manhã cadeiras antigas retiradas – após 20 anos de serviços prestados primeiro aos meus pais, depois para mim – e cadeiras novas no lugar. Na tentativa de manter os gatos distraídos um novo arranhador, uma caixa de papelão e um pouco de catnip. Além da prontidão do borrifador de água sempre a mão – para quem não sabe, o susto do borrifo de água costuma ser muito mais efetivo que a bronca ou a violência.

Só que na segunda noite a sorte já não foi tanta e amanhecemos com marcas de unhas na almofada da cadeira amarela. Recorri a um grupo de gateiros e aos registros de Um Gato Endiabrado a procura de alternativas. Uma amiga sugeriu costurar almofadas soltas e colocar sobre as cadeiras, assim os gatos com o tempo as deixariam de lado. Outra, no mesmo bate papo, me passou o link de um vídeo sobre as mil e uma utilidades do vinagre.

Eu, que já uso o vinagre para limpar a casa e lavar a roupa resolvi arriscar: vinagre e água no borrifador vermelho. Espirrei nas cadeiras e esperei. Ao longo do dia uma ou outra espirrada, ao que parece os gatos não gostam nada do cheiro do vinagre. Uma espirrada mais caprichada antes de dormir. Outra ao acordar.

Verdade é que nenhum novo ataque aconteceu.

Agradeço a amiga, que na verdade foi quem trouxe também o peludo Provolone para nossa vida, e ao milagreiro vinagre que anda mantendo minhas cadeiras longe de ser alvos.

E, claro, compartilho a dica com quem tem tido seus móveis atacados pelas unhas inclementes desses nossos bichanos tão amados.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. Puxa, o vinagre e suas mil e uma utilidades. As cadeiras são tão lindas que seria muito triste se fossem destruídas.
    Aliás, você me deu uma ideia ótima. Trocar as cadeiras daqui de casa, que também já cumpriram sua missão.
    Beijo, menina

    Responder

    1. Oi De!!! Cada dia mais encantada com o poder do Vinagre e inconformada de tudo isso ter se perdido um dia na tradição. Ainda bem que estamos retomando.

      E dou o maior apoio na troca de cadeiras, risos!

      Beijos

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *