O problema não é a dublagem, estúpido

Muita calma nessa hora, não estou querendo xingar ninguém. Ou melhor, até estou, mas o título deste texto apenas quis chamar a sua atenção enquanto relembra a propaganda das tartarugas de chocolate que consideravam que estupidez é desvio grave de personalidade – justifica até cortar a cabeça fora.

Há dois anos mais ou menos eu lembro de sair de uma coletiva de imprensa do grupo Sony ainda atordoada com a notícia de que as novas séries estreariam dubladas, sem opção de áudio original e legendas. Era algo tão absurdo em minha cabeça que eu tuitei a notícia assim que saí da sala de exibição. Segundo lembro, e eu lembro mesmo, a diretora do canal disse que eles até estavam em busca da tecnologia que permitisse a opção de áudio, mas que se ela não chegassem tudo acabaria sendo dublado mesmo porque essa era a nova definição do canal. Deste modo, novas séries chegariam dubladas e as antigas seriam mantidas legendadas por apenas mais um ano, já as reprises fora do horário nobre passariam a ser dubladas.

hannibal alana

Logo nas primeiras estreias no novo “formato” os canais do grupo enfrentaram muitos protestos e reclamações – e olha que o gigante ainda dormia – e encontraram um paliativo: exibir em alguns horários legendado, em outros dublado. Apesar de engessar os horários em função dessas opções, os canais, desta forma, atendiam ao desejo das duas partes.

Não foi a primeira vez que um canal quis impor o formato dublado na televisão fechada brasileira, a FOX havia tentando o mesmo antes e Jack Bauer passou em um dia legendado e no seguinte dublado e as centrais de atendimentos das operadoras estouraram de ligações de clientes insatisfeitos. A FOX correu atrás e hoje oferece as duas opções em sua programação em seu canal principal e em parte da programação dos canais secundários.

Nesse meio tempo, ainda, o Universal Channel já anunciava há um ano que estava buscando tecnologia para oferecer as opções em sua programação, que até então exibia séries legendadas e filmes dublados. A novidade entrou em cena com a versão HD do canal, fazendo a todos muito mais felizes.

Os canais, quando falam na necessidade de dublagem, justificam que isso atende ao anseio de boa parte do público, que tem se tornado cliente das televisões pagas ao longo dos últimos anos. Normalmente esse argumento vem junto da lista de canais mais assistidos na televisão paga hoje: TNT, FOX e Megapix. No entanto deixam de explicar que o canal TNT está disponível em todos os pacotes das operadoras, até mesmo nos mais baratos, ou seja, chegando a muito mais televisores que outros que acabam por integrar pacotes mais caros, e também não citam qual percentual dos clientes usa a opção de áudio no canal FOX, por exemplo – apesar de eu achar que a maior audiência da FOX é com Os Simpsons em versão dublada, que ocupa várias horas do canal e é altamente consumido por crianças. Finalmente, ao longo do dia é possível encontrar filmes tanto dublados como legendados no Megapix, assim como o próprio TNT sempre ofereceu opção de áudio, ainda que sem a disponibilização de legendas.

Ainda que estas minhas observações não se refiram a maior parte da clientela de hoje das operadoras e que eles queiram mesmo a dublagem isso não invalida o protesto genuíno de quem quer consumir com o áudio original – como a satisfação destes no passado não invalidava os pedidos da parte então não atendida.

Menos ainda invalida o protesto de quem paga muito caro para ter acesso à televisão de qualidade e que hoje vê:

a) Horários  tomados por conteúdo pago vendendo de bijuterias a tapetes;

b) Canais infantis com menos conteúdo porque precisam separar cada vez mais tempo para propaganda;

c) Reprises incontáveis;

d) Demora na estreia de novos programas ou de novas temporadas;

e) Sumiço das séries ou troca de horário e dia porque alguém achou que ninguém mais assistia;

f) Obrigação de adquirir pacotes dos quais apenas 6 ou 7 canais realmente lhe interessam, mas que pare tê-los você precisa engolir 158 de conteúdo inútil e então pagar mais caro;

f) Problemas de sincronismo entre legenda e áudio, áudio e imagem e ausência de sinal.

A tecnologia de opção de áudio e legenda existe há anos – os canais HBO e Telecine já oferecem estas opções há muito tempo – e segundo as operadoras é só uma questão dos canais disponibilizarem o sinal.

Então não dá para entender por que ontem, às 22h00, o Canal AXN resolveu transmitir o último e aguardado episódio da primeira temporada de Hannibal, série que ele tem alardeado como um de seus carros chefe e realmente uma das melhores produções do ano, dublado, sem nem opção de áudio, depois de ter estabelecido que o horário em questão seria para exibição legendada – depois dos vários protestos por conta da exibição do episódio piloto dublado.

Série que mereceu o lançamento de um aplicativo para celulares e tablets que ao captar o som ORIGINAL da série disponibiliza conteúdo adicional sobre personagens, lugares e histórias mostradas na televisão. Sim, o aplicativo não funcionava ontem, apesar do canal insistir para que não perdêssemos a exibição e para que usássemos o aplicativo.

O problema não é a dublagem, mas a gente se sentir bastante trouxa com o que fazem dia a dia enquanto dizem que o cliente tem sempre razão.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

16 Comentários


  1. solidarizo com vc Simone mesmo já vc sabendo a minha opção

    ontem mesmo LOSVU passou com imagem de SD no novo canal que deveria oferecer imagem em HD
    Nashville que nos fins de semana deveria ser oferecido dublado já fazem 2 semanas que é exibida em audio original e legenda

    e por ai vai a fora enumerar os erros que temos que pagar por ter profissionais tão competentes na direção desses canais de tv

    Responder

    1. Sabe o que eu não me conformo: eles não tem ninguém acompanhando a programação pra ver se tudo esta rolando certo e acionar a parte técnica quando um erro acontece?

      Poxa, paga 3 estagiários pra acompanhar a programação pela TV. Ta errado? Aciona alguém, recomeça o episódio certo sem intervalos, da resposta pros telespectadores na rede social, né?

      Responder

  2. Por isso eu preferi baixar gloriosamente Hannibal e assistir tudo quase em tempo real com os EUA, com legendas, lindo. AXN e Sony estão abaixo da crítica. O Universal tem funcionado aqui em Brasília, na net, com as opções de áudio, mas já li que tem muita gente reclamando que não funciona e tem que ouvir o House com voz de “Zé das Couves”. Mesmo se eu perder algo do conteúdo prefiro perder no áudio original a ouvir com dublagem – me sinto aviltada, porque pago muito caro!

    Responder

    1. Eu nao critico quem curte dublado, acho que algumas personagens perdem sim com isso, mas nada horrível.

      Horrível é vc criar a expectativa de que será de um jeito e tomar uma torta na cara. Falta de respeito isso.

      Responder

  3. Muito bom, Simone. Você foi na jugular como tem que ser. Quem sabe agora eles entendam.

    Responder

  4. Eu usava bastante essa frase da propaganda mas, como muita gente não pega a referência, acabei parando pra não ser chamada de “grossa”. Ri muito quando vi a mesma piada aqui. 🙂

    Também não tenho nada contra dublagem (até gosto muito em alguns casos, como o dos Simpsons). É como você disse: o que mata é a falta de opção. E SÓ PODE ser má-vontade. Tenho o pacote mais barato da NET, sem HD, e quase todos os canais oferecem ao menos parte da programação com a opção de som original (em uns poucos casos com legenda, em outros não). Portanto, não é falta de tecnologia, é excesso de preguiça dos canais. Ou puro descaso, mesmo.

    Responder

    1. Terrível ter de colocar piada! Eu sempre adorei o “cabeça de chocolate”, o jeitão da tartaruga depois de comer a cabeça da amiga, risos.

      Você disse tudo: má vontade. Eles não tem a mínima preocupação em ver se as coisas estão rolando direito na transmissão, só vêem que erraram quando a gente reclama e no máximo pedem desculpas, as vezes nem isso.

      Responder

  5. A gente espera a semana inteira pela season finale de Hannibal e o AXN apresenta dublado… É foda! Me recuso a assistir. DUBLAGEM É RIDÍCULO. Será que teremos o episódio final legendado no fim de semana? Se não vou ter que baixar para assistir como deve ser: LEGENDADO.

    Responder

    1. Muita decepção, Hernan! O canal pediu desculpas em sua pagina no Facebook e informou que passara reprises deste episódio legendadas no final de semana e na proxima terça, dia 16.

      Responder

  6. Odiei. Fiquei passada com a dublagem. Aliás, é rotina eu ficar xingando os canais que passam dublado e qdo vc faz a opção do original, e está disponível, vem sem legenda. E pago tão caro, abro mão de outros divertimentos para pagar a TV e acontece isso.

    Responder

  7. Simone este problema que você relatou é uma pequena parcela de quanto no nosso país os serviços são de péssimas qualidades tanto setor público como no privado.

    Responder

  8. É impressionante e difícil até mesmo de entender como às pessoas preferem assistir os seriados legendados e não dublados,isso é coisa de maluco.Eu prefiro assistir os seriados dublados Eu deixo até de assistir muito seriado no AXN pq ñ são dublados e sim legendados e com legenda ñ dá pra assistir ou vc assisti ou vc lê.Vê em países de primeiro mundo lá é tudo na língua deles e quando ñ é ninguém assisti mas infelizmente estamos no Brasil onde um bando de “loucos” preferem dar valor à legenda.

    Responder

    1. Oi Tiago,

      Não acho difícil de entender não: muita gente acha que a dublagem nem sempre consegue pegar a essência da atuação daquele ator, o trejeito, a forma de falar, o sotaque.

      Eu até assisto dublado, mas se possível vou optar pelo idioma original. Lá fora o que existe é o que defendo que exista aqui: opção. Lá você consegue selecionar opções variadas de áudio e legenda. Nos EUA mesmo você consegue até opção em espanhol na programação porque o público exige e recebe. Aqui a gente paga uma fortuna e tem de engolir o que vier.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *