Hawaii Five-0: Olelo Pa’a (The Promise) (3×20)

Um tantinho de flashback pra continuar enrolando até o final da temporada, confere? Não me entendam mal, adoro Steve a ponto de nem ter ligado tanto neste episódio para a falta de continuidade, mas tenho que citar sempre o único defeito de Hawaii Five-O, até porque eu nem faço questão de uma trama maior que ligue os episódios porém,  já que as colocaram lá, eles bem que podiam nos contar o que anda acontecendo?

Hawaii Five-0: Olelo Pa'a (The Promise) (3x20)

 Eles ficam desviando a minha atenção mostrando o Steve lindo e amoroso lutando para descobrir a verdade sobre o destino de seu melhor amigo e ainda encerram com ele consolando a menina que agora ficou órfã. Então, entre um suspiro e outro, a gente fica feliz por ter Hawaii Five-O para assistir.

Ah, sim, a gente também teve o Terry de volta, mostrando como era a época em que Steve estava em treinamento e como ele conheceu Freddie, em teoria morto na Coréia do Norte três anos antes. Estava tudo muito fácil e a gente sabia que não podia ser só isso quando Steve percebe não ser seu amigo ali e resolve descobrir aonde o corpo está. Neste momento a parte fofa ficou toda por conta de Catherine, que resolve seguir o namorado na missão clandestina e mostra porque que a gente gosta tanto dela.

Tá, tudo bem, exageram no super poderes da dupla em solo estrangeiro, mas quem liga pra isso, certo?

O legal é que eles conseguiram ligar direitinho a trama da morte de Freddie, que depois a gente descobre ter acontecido quando Steve levaria Hesse de volta ao Hawaii, o mesmo Hesse cujo irmão acaba por matar o pai de Steve e cuja ligação com Wo-Fat acaba por aparecer mais a frente. Hummm, será que foi esse o jeito que encontraram para trazer de volta o assunto de Wo-Fat para nós? Se foi, tenho que admitir, fizeram direitinho.

P.S. Um episódio só pro Steve. A gente gosta, mas sempre sente falta de Danno.

 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. passei o episódio todo fazendo crossovers de personagens na minha cabeça, primeiro o Freddie amigo do Steve já foi o Aquaman em Smallville, e ainda teve o irmão do Hesse que nem me lembra que era o Darryl de The Walking Dead, o agente da CIA já foi o Doutor em Star Trek Voyager além claro do Terry O’Quinn o eterno Locke de Lost

    mas totalizando o episódio foi muito bom …

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *