Precisamos agir mais, reagir menos…

quem póe em cada pouco tudo que é merece ser feliz

Andamos vivendo em uma época de  transferências: atribui-se a culpa por nossos problemas ao outro; fazemos com que nossa felicidade dependa de outro; nos apresentamos como vítimas logo que a dor aparece.

Sim, é complicado não viver assim, porque viver e assumir riscos exige coragem. É ainda mais difícil não agir assim quando todos a sua volta fazem o mesmo.

Além de coragem é preciso amar de verdade, viver de verdade – lembrei de uma música do Palavra Cantada que diz que brincadeira, choradeira é pra quem vive uma vida inteira; falsidade para quem vive pela metade.

É preciso lembrar a toda hora que você vale a pena, que você tem qualidades, mesmo quando erra. E que a culpa pode até ser sua de vez em quando, mas isso não te torna menos.

Ouça calmamente, avalie sabiamente, não se compare com ninguém, transforme sonhos em metas, mas lembre-se que o imprevisto também acontece. Acredite que pode dar certo.

E cerque-se de pessoas que pensam como você. Energia boa atrai energia boa, além disso é bom ter alguém com quem se dividir o peso das responsabilidade assumidas.

Mais que tudo: respeite-se. Respeite ao outro. Comemore. Aceite elogios. Chore perdas. Tome decisões.

Sabedoria é seguir tentando, com respeito, humildade e paz, sabendo-se merecedor, a vida te reconhecerá assim.

* Imagem do Instagram compartilhada pela @samegui

Gostou do Texto?

Cadastre seu email e receba novos
textos por email:

Deixe seu Comentário