Once Upon A Time: The Cricket Game (2×10)

Pior que esquecer de um episódio de Once Upon A Time é não saber exatamente o que escrever sobre ele – foi por isso que um dia eu parei de escrever sobre House, por exemplo – porque eu não me “encontro”. The Cricket Game foi um bom episódio? Foi. Foi legal a forma como Cora resolver agir, tirando de sua filha o pouco que ela tinha reconquistado? Foi. Eu me empolguei com a história? Não.

Once Upon A Time: The Cricket Game 2x10

Pelo menos não me empolguei como eu me empolgava com os episódios da primeira temporada e não tem jeito: quando já fomos loucos por algo e nos decepcionamos é difícil a recuperação, a reconquista. Imagino que apenas um episódio sensacional poderá, a esta altura, recuperar meu gosto pela série – tem gente que me jura que a coisa melhora, então vamos ver se chego até o final desta temporada.

Lembram que eu tinha falado que Regina boazinha é sem graça? Pois bem, pelo menos pra isso a chegada de Cora parece ter servido: perdendo o amor de Henry ela não tem mais motivos para se comportar e pode voltar a aprontar a vontade. Mas isso tem o outro lado: quando todos descobrirem sobre o que Cora fez vão se unir para ajudar Regina e aí?

Então, se Regina vai ser boazinha nos resta curtir as maldades da Cora e ela trabalhou direitinho culpando a filha pela morte do Grilo – que nem morreu, heim? – antes de sua entrada triunfal.

O que eu não posso discutir é que a história do lado de lá deste episódio foi bem boa: Branca é Branca ao achar que todo mundo pode mudar e dar várias chances para que Regina mostre isso – ajuda o fato do Desencantado abrir pouco a boca, não adianta, não gosto do moço – e Regina é Regina ao continuar tentando se safar. E aí voltamos ao meu ponto do texto passado: Cora se torna muito mais atraente pra mim por ser má porque é do que Regina e sua história de coração despedaçado.

Acho irônico é que, enquanto pra mim isso tira boa parte da graça da personagem, a maior parte do pessoal acha legal isso, acha que humaniza a Regina e lhes dá justificativa para se apegar a ela. Eu já gosto de malvados malvados e heróis heróis, mesmo que falíveis.

P.S. Pongo é o cachorro do Grilo!! Eu sei que sempre reclamo do samba do crioulo doido que virou a série, mas é o Pongo, o dálmata!! Fofice total

P.S. do P.S. Medo da sobrancelha da Branca de Neve naquele embate com a Regina. Oh, coisinha mais feia!

P.S. do P.S. do P.S. Um apanhador de sonhos para traduzir o que o Pongo viu? Seriously? Assim não dá pra respeitar vocês! Sei lá, Branca não fala com os animais? Tivessem dado esse dom para a Emma, então.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

6 Comentários


  1. Simone, te admiro muito pela tentativa de continuar com essa série. Para mim ela não acabou, mas morreu no fim da primeira temporada. Esta segunda temporada eu posso chamar de qualquer coisa menos de continuação de Once Upon a Time. Destruiram a magia, o fascínio e o encantamento que essa série possuia. Colocaram personagens nada a ver, de épocas completamente sem razão de ser. Misturaram tudo de qualquer jeito, com a maior falta de respeito ao espectador e nos ofereceram esse samba do crioulo doido. Foi com muita tristeza que já joguei a toalha.
    Beijos.

    Responder

    1. É Raquel, só não sei se mereço admiração ou se é apenas o sangue espanhol que me faz continuar na teimosia. Não sei dizer até onde irei e um lado meu, inocente, ainda torce para que eles se recuperem. Beijos

      Responder

  2. Eu gosto muito da série. É uma série sobre fantasia. Não uma série centrada em algo sério como Homeland, por exemplo. Eu a vejo sem preocupações, uma série para ser vista com a família. Discordo de alguns rumos da história? Sim discordo, mas nem por isso vou deixar de assistir a série.

    Responder

  3. Não tinha pegado a referência aos Dálmatas!

    Também achei sofrível a história do apanhador de sonhos.

    E olha, a coisa melhora, sim – mas não o suficiente, na minha opinião. E acho que você não vai gostar, não.

    A produção da terceira temporada já está garantida…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *