Pedido de desculpas com Jim Caviezel sem camisa

james caviezel jim caviezel

Sim, eu me atrapalhei toda e acabou que não falei de COD nem de Shadow Box, nono e décimo episódio desta temporada de Person Of Interest que já foram transmitidos pela Warner, e já tem episódio novinho na tela daqui a pouco.

A culpa é totalmente minha, mas achei melhor escolher o Caviezel sem camisa para pedir desculpas e avisar que amanhã eu aproveito e falo de todos, combinado?

jamie jim caviezel

***

James Caviezel é daqueles moços que só melhoram com a idade: os traços perfeitos, olhos azuis e sorriso lindo ganharam a companhia de alguns cabelos grisalhos e marcas do tempo. O que era bonito se tornou bonito e charmoso e nos faz suspirar.

Para melhorar tem o fato de que, quando ele abre a boca, temos aquela voz rouca e sedutora, que nunca erra de tom.

Mas estar na tela nunca foi seu sonho: Jim queria ser jogador de basquete da NBA e teve que desistir de seu sonho quando um machucado ainda na faculdade o tirou das quadras pra sempre.

Nascido em setembro de 1968 em Washington, após abandonar o basquete resolveu mudar-se para Los Angeles e arriscar-se na carreira de ator, o que lhe rendeu pequenas participações nas séries Anos Incríveis e Assassinato Por Escrito.

Casado desde 1997, conheceu sua esposa, uma professora de inglês, em um encontro às escuras – ela deve agradecer eternamente por essa noite à irmã caçula do ator – e os dois tem três filhos, todos adotados.

Vi o moço pela primeira vez em O Conde de Monte Cristo, filme favorito do marido que já foi assistido vezes e vezes sem conta, mas foi somente em Alta Frequência que eu passei a prestar mais atenção. De vida particular bastante preservada e nem tantos filmes famosos assim no currículo – eu passei direto por A Paixão de Cristo, mas o sucesso do filme permitiu que ele realizasse um sonho: de família católica praticamente, ele pôde conhecer João Paulo II pessoalmente – o ator parece ter encontrado o seu papel perfeito como John Reese em Person Of Interest, série que SÓ MELHORA.

E Jim parece ter encontrado a parceria perfeita com Michael Emerson: se na tela Reese e Harold tem aquela relação que desperta muita admiração e carinho, na vida real os dois atores e respectivas famílias são vistos juntos constantemente.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

11 Comentários


  1. Obrigada, obrigada e obrigada. Simone, você esta perdoada. Que lindo! Eu também só vim a conhecer o Jim (fazendo a intima) no filme O Conde de Monte Cristo. E estou adorando Personal, paro tudo o que estou fazendo para assistir. Eu queria ele pra mim. Ai ai

    Responder

        1. Só voltei para dizer que AMEI a serie……coloquei em dia 44 episódios em 3 semanas 🙂

          Responder

  2. Digamos assim, ele como vinho da melhor safra e dos melhores vinhedos… quanto mais velho mais encorpado e gostoso….

    Responder

  3. Eu te conheci em um filme com Jennifer Lopez, adorei sua atuação e sei que você tem um grande futuro; acho você uma simpatia, venho te acompanhando nos episódios de Personnal Interest(não sei se é assim, mas tudo bem); o fato é que eu te admiro e considero um excelente ator, parabéns e que Deus sempre te ilumine.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *