Sessão de Terapia – Semana 9 (final)

Eu confesso que não esperava, quando liguei pela primeira vez no GNT para acompanhar a primeira Sessão de Terapia, que eu me ressentiria tanto do encerramento de sua primeira temporada – ainda mais se considerarmos que foram 45 episódios, o dobro de uma temporada habitual de uma série de ficção, concentrados em 2  meses de exibição.

Mas foi já com nostalgia que assisti ao último episódio exibido, em que um quebrado Théo caminha pelas ruas da cidade que tanto conheço e amor.

Como vinha acontecendo semana a semana, Sessão de Terapia nos entrega episódios emocionantes, alguns pesados, mas todos cheios de momentos para reflexão, não somente sobre o que os pacientes sentiam, mas também sobre o que nós sentimos – talvez por isso tenha sido também a semana em que tivemos mais silêncios em cada sessão.

E nem todos os finais foram felizes.

Júlia conseguiu levar Theo até sua casa – na verdade ele praticamente corre atrás dela a semana toda e só temos o desfecho quando ele conta o que aconteceu para Dora -, mas ele foi incapaz de ficar com ela, mesmo tendo seu casamento terminado. Theo, sentado na cama da mulher que acredita amar tem um ataque de pânico, que provavelmente encerrou a relação dos dois de forma triste demais para recomeçar.

Uma Júlia ainda triste pode ser vista e ainda convivendo com seu fantasma de procurar na relação com outros homens um “conserto” pelos ressentimentos que carrega. Mas, se ela ainda precisa resolver essas questões, talvez ela tenha acertado na sua análise de Theo, sobre ele estar “morto por dentro”. Não tenho dúvida de que hoje a vida do terapeuta não tem nada de paixão.

Na terça, agora sem Breno, temos a tocante presença de Malú, que demonstra a dificuldade em lidar com o fim do casamento de seus pais. A conversa entre pai e filha é de encher os olhos de lágrimas, mas em nada facilita as decisões que ele tem de tomar. Além disso, coloca sobre os ombros dele a responsabilidade pelo sucesso no casamento, sendo que ela é compartilhada com Clarice.

A relação próxima de pai e filha faz com que ele acabe sonhando com seus dilemas, gerando alguns dos melhores momentos da série.

E é esse Theo meio já quebrado que é surpreendido pela presença do pai de Nina na sessão da adolescente – gente, sério, melhor trama de toda a série, podiam ter escolhido um ator de verdade pra fazer o pai dela, néam? Nos emocionar de verdade.  A presença inesperada dele é dolorosa, mas ao mesmo tempo necessária para o que processo de cura da menina realmente aconteça.

Theo se surpreende de início e eu fiquei com medo de que ele se tornasse protetor demais, mas ele apóia a menina na medida certa, na medida para que ela crie coragem de falar o que precisa, para se permitir sentir o que precisa. Sem sombra de dúvida Nina caminha para deixar de lado tantos medos e inseguranças, o que também me deixa feliz, já que me apeguei tanto à personagem (chorei muito muito muito).

Sem sombra de dúvida o melhor episódio de toda a temporada – como esquecer o momento em que Nina aponta para Theo num reconhecimento do bem que ele tinha lhe feito?

Na quinta, contrariando minhas expectativas e a despeito da frustração de Theo pelo fim do próprio casamento, Ana e João também parecem ter encontrado motivos para tentar manter a relação. Vocês sabem quantas vezes eu perdi a fé nos dois, então imaginam a minha surpresa.

Foi extremamente tocante o momento em que Theo pede que os dois se perdoem e perdoem o outro, que entendam o que um significa para o outro. Chorei junto com a Ana pela primeira vez. Não sabemos, ao contrário do caso de Nina, se eles realmente conseguirão superar suas dificuldades, mas acredito que os dois saíram mais leves para tentar.

Finalmente, na sexta, temos Theo nos contando tudo que aconteceu entre ele e Júlia. Zécarlos faz um trabalho magistral ao transmitir em sua postura, seu rosto, seu olhar, o quanto sua alma está quebrada.

O quanto uma pessoa pode se sentir solitária…

***********************

Pelo menos uma notícia boa antes da despedida: Sessão de Terapia já tem segunda temporada confirmada para Setembro de 2013. Novos pacientes e dramas nos serão apresentados e, também, talvez uma nova direção, já que a presença de Selton Mello está condicionada ao desempenho da campanha de O Palhaço no Oscar.

Como eu disse no início do texto eu me surpreendi positivamente com todo o trabalho e, ao final, acabei por me apegar até mesmo aos personagens que não haviam me tocado de início. Sentirei saudades de acompanhar seus dramas e acho que vou correr e fazer uma maratona de Terapia, versão americana da série, para passar o tempo até a estréia.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

8 Comentários


  1. Saber que não veremos os mesmos personagens é triste… especialmente no caso da Nina. Eu também estava incrédula no começo da temporada, especialmente por copiar cada detalhe da série americana, mas acabei sendo fisgada. O jeito agora é esperar e torcer por uma segunda temporada tão boa quanto a primeira.

    Responder

  2. Olá!
    Por ser na sexta-feira supervisão, será que a Dora continuará?
    A-D-O-R-E-I essa primeira temporada!
    Gostei muito da última semana e estou na torcida pela próxima temporada.
    Ótima semana!

    Responder

    1. Oi Marcelle, eu não sei, mas torço para que sim. A Lu Monte, que viu a versão americana podia dizer se na de lá a supervisora continuou…

      Responder

      1. Parei de ver a americana na metade da primeira temporada, mas pelo que diz o IMDB a Dra. Gina (a correspondente da Dora na versão americana) fez só a primeira temporada…

        Responder

  3. Achei muito legal, fiquei triste do Theo não tido coragem de ficar com a Julia, e sinto falta, muita falta, meu, eu adorei a primeira temporada, quando vai começar a 2º???
    Parabens a todos os envolvidos, Selton, Zécarlos e a equipe.

    Otma semana.

    Responder

  4. Oi!!
    Sou viciada em sessão de terapia, é bom ver o outro lado dos problemas e é emocionante.

    Não consigo achar na internet os últimos episódios, preciso saber o que aconteceu rs.
    Vc sabe me dizer onde posso achar? Ja procurei em vários sites, youtube, vimeo, gnt, muu…
    Obrigada!
    Até mais

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *