Once Upon A Time: The Crocodile (2×04)

Quem diria que o Capitão Gancho tem um coração e que o Peter Pan nem é seu maior inimigo… E o crocodilo de Once Upon A Time tem jeito bem mais humano.

E não que eu não tenha gostado dessa nova versão para uma de minhas histórias favoritas, mas continuo tendo medo de onde iremos parar com essas ideias dos roteiristas que agora tornaram Runpelscoiso Tic-Tac, o crocodilo que perseguia o pirata cujo maior sonho era acabar com Peter Pan e que agora quer se vingar de nosso vilão-quase herói favorito.

Além dos receios já citados, eu senti bastante falta de Emma e Branca, contrariando todo mundo que não gosta da nossa protagonista eu a considero a verdadeira heroína e estou louca para vê-la de volta à Storybrooke.

Sem as duas principais atrações, a história na cidade foi centrada em Bela, que tenta fugir de Runpelscoiso e descobre que seu pai não é muito mais são que este e acaba com o emprego de bibliotecária da cidade – nada mais adequado.

Cena favorita: ela convidando Runpels para um hambúrguer.

Cena não me convence: Encantado de xerife? Eu já disse que não boto fé nesse rapaz.

Cora e Gancho: Uuuhhhhhh!

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

6 Comentários


    1. Eu só fui me tocar da pele do Runpels quando eu entendique fariam essa referência. Dessa parte eu gostei, mas já ouvi falar que até personagem de Star Wars estão pensando em trazer (a ABC é da Disney) e aí deu medo.

      Responder

  1. Eu amei esse episódio.Gancho já é um dos favoritos.Estou doida para q a Cora venha pra cá.Imagina!Vai tocar o terror!

    Responder

  2. e que Capitão Gancho … faz-me o favor !!! primeiro que vejo tão lindo tão charmoso e tão apaixonado

    me encanta a maneira como os roteiristas dão uma nova roupagem as histórias que já sabemos de cor … e como elas se encaixam tão maravilhosamente que é impossível não querer sempre mais

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *