21ª Craft Design: muita coisa linda

Em São Paulo, até este domingo, está rolando a  Design Week, cheia de eventos voltados para design, decoração, arte, arquitetura e urbanismo, uma ótima oportunidade para treinar os olhos para a beleza da cidade e descobrir coisas novas.

E a 21ª edição da Craft Design, que rola no Shopping Frei Caneca, faz parte da programação. Um evento fechado para lojistas e profissionais do setor, a feira traz muita gente boa para mostrar seu trabalho e ganhar dinheiro deixando diferentes as coisas do dia a dia. Eu dei uma passada por lá ontem e abaixo mostro o que mais me encantou, vamos lá?

Algo que me deixou muito feliz foi a chegada ao Brasil das bijuterias da Santa Mistura. A marca é espanhola, criada por uma Brasileira, a Thayza Melo e eu já paquerava há tempos. Thayza está de volta ao Brasil e está preparando um show-room da marca em Curitiba. Ela me contou que, enquanto isso, algumas peças já podem ser encontradas em lojas aqui de São Paulo. Logo logo tudo estará no site da marca.

Além da coleção permanente – essa linda com a torre Eifell, Thayza está com peças novas super inspiradas. Fiquei especialmente apaixonada por um conjunto com uma bicicleta antigona e outras em que ela reproduz a frente de uma perua, no lugar do logo da marca, um coração.

Falando em tecidos, o destaque da feira foi para os tecidos adesivados das marcas Flok e Panoah. Eu já fiquei pensando em seu uso na cartonagem, eliminando a sujeira da cola, e sai cheia de ideias. Até porque as estampas são inspiradoras mesmo.

De novidade a aplicação dos tecidos adesivos na parede  – réguas de tamanho para crianças com a sua cara – , em geladeiras e até mesmo em chinelos.

A Flok, inclusive, já oferece o tecido pré-cortado no formato das tradicionais Havaianas, é só você escolher a estampa, encontrar sua numeração e aplicar. Mais fácil impossível!!

Falando em coisas com a sua cara: Carpe Diem. Conhecem? O estande da marca estava lindo, não dava para saber o que  olhar primeiro: estampas de caveira, gatos, corujas, cup cakes, Chapeuzinho Vermelho, Inglaterra. Não importa o seu estilo, é bem provável que você encontre algo da marca com a sua cara.

Falando em sua cara: Angélica Dos Divinos. Primeiro o nome dessa marca, lindo de viver!! Depois o trabalho da moça: sim, tem muita coisa com a estampa do Divino Espírito Santo, como chaveiros, escapulários, móbiles, caixas de fósforo insenso, mas eu me apaixonei mesmo foram pelos itens estampados com bicicletas. O estande todo em vermelho deve atrair muita coisa boa! Preciso dizer mais? Para falar com a moça: angelicadosdivinos@uol.com.br.

De divertido: os Sony Angels da Supersonico, uma coleção de baixinhos de 10 centímetros, cada um com ‘fantasia’ de um bicho diferente (mas todos nús) e sorrindo alegremente. Uma graça, vontade de ter todos! A loja fica na Vila Madalena (Rua Harmonia, 91, Sala 01). A Usare tinha uma cartela de Imãs Bigodes. Sim, eu imaginei que todo mundo ia gostar! Já a GCK Design tem adesivos para serem aplicados na porta disfarçando ou ressaltando o olho mágico e divertindo as visitas logo na chegada.

No Mundo JAYA em encontrei esse Keep Calm válido para segunda-feiras e dias em que forçam a barra, mas eles tem um mundo de coisas mesmo: chinelos de inspiração Pantone, adesivos de parede e geladeira, almofadas em formatos diferentes, porta-retratos coloridos, relógios idem, cofres que incentivam a gente a guardar dinheiro… Muita coisa!

A Cumaru tem peças com carinha Vintage super charmosas, eu, como boa gordinha, amei o jogo de cozinha com imagens do leite Condensado de antigamente, mas ainda tem embalagem de Catupiry, só que de cerâmica, e almofadas pra portas de bichos, atros do cinema ou pintores famosos. Ah, fica em Perdizes, vejam vocês!

No mundo das papelarias – eu sempre enlouqueço nessa parte – uma feliz descoberta foi a Freebook – que tem loja pertinho na Consolação e vende pela internet –  que vende livros importados, com foco em artes e fotografia por exemplo, é representante Moleskine e tem as mais lindas decotapes vintage que eu já vi, além de papéis de presente que merecem ser enquadrados e colocados na parede da sala – ou serem usados em presentes para pessoas tão especiais quanto.

A Distribuidora Haikai estava por lá com um estande ENORME e tinha caderninhos para todos os gostos (tem uma coleção de signos, em que cada constelação ilustra a capa com cristais), lindos marcadores de livro magnéticos e outros artigos de papelaria. Acabei curtindo muito os kit prontos para presente, tinha um para encorajar aquela amiga que está a fim de começar nas linhas e agulhas com direito a bloco de anotações, tesoura, fita métrica e alfinetes.

No estande da Be Paper meu olhar foi atraído por imãs em formato de câmera fotográfica antiga, enquanto a Original Paper me deixou de queixo caído por vários motivos: uma coleção só com gatos pretos, uma com cachorros, uma inspirada na Inglaterra, outra com maccarons, livros para receitas, caixinhas para brigadeiros gourmet. As cores me deixaram deslumbrada!

No meio da feira me vi tentando encaixar gatinhos de metal na tentativa de equilibrá-los em fileira, aproveitando que cada pedacinho de cada peça foi pensada para um encontro perfeito. Não dá pra explicar pra vocês o que a ArYaú, de Curitiba, criou,  só vendo e pegando nos produtos para entender o conceito.

Falando de produtos sustentáveis: a Feito em Cores tem produtos feitos a partir de latas e coisas como casca de laranja, tudo em cores maravilhosas; os vasos e bancos feitos de pneu reciclado da buna são de enlouquecer; a artista Flavia Antoniòlli, de Porto Alegre, apareceu com seus puffs e poltronas feitas com tecido de PET reciclado e estampas exclusivas; e a 1001Retalhos, em que tudo começou com o patchwork aprendido a partir de um livro e agora faz bolsas lindas como essa Leila da foto. A empresa ganhou já por dois anos o prêmio do Top Artesanato do SEBRAE e, todas enlouquecem, tem loja online!!!!

Por último, mas não menos importante falo dos bichinhos com recheio de jornal velho e finalizados com tecidos de estampas lindas. É isso que a Oficina de Girafas & CIA traz, com destaque para a coleção jovem, aonde os bichinhos ouvem seus MP3 com seus fones de ouvido, e a Bichos do Cerrado, com cores lindas.

Ainda tinha muita, muita coisa pra contar, mas esse posta já está enorme e nem sei se chegaram até aqui… A certeza é que não tem motivo pra ter uma casa que não tenha a sua cara, basta procurar que tem muita coisa linda seno feita pelo país!

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *