Ah se eu pudesse… e meu dinheiro desse…

Quem já não disse essa frase uma vez ou outra?

Confesso que não sou de repeti-la muito. Não que eu não queira ter mais dinheiro, mas é difícil bater uma frustração pelo não ter, com exceção de quando eu penso que queria um espaço maior para meus livros ou trocar meu jogo de cadeiras da mesa de jantar – que iam ser repaginados, até as pernas de 15 anos começarem a soltar e mostrarem que dificilmente sobreviverão a “lixação” – ou de viajar para um lugar bem legal como o Japão ou a Inglaterra.

De resto sou do tipo que fica feliz se puder pagar as contas em dia.

Por isso mesmo eu não sigo mais da metade dos blogs de moda tão badalados por aí, a ponto de gerarem encrenca com jornalistas sérios que se dão ao trabalho de escreverem textos sobre quem recebe presente da marca ou escreve publieditorial e não conta.

E não sigo não porque sou melhor que ninguém, mas simplesmente porque não tenho nem a grana nem a disposição para gastar com as roupas que essas moças usam em seu dia a dia – tenho aquele costume de converter tudo, converto quantos livros, quantas viagens, quantos jantares legais eu poderia fazer com aquilo que estou vendo na vitrine. Sou daquelas capaz de rodar um tempão com o item na mão e depois largá-lo no caixa porque sabe que não “precisa” realmente disso.

Acho uma pena, apenas, que alguns blogs legais que eu seguia tenham deixado de existir por conta dessas coisas. Blogs de meninas que mostravam mais de si e menos do “modelinho” que a gente vê tão insistentemente por aí. Elas pararam de escrever, algumas com longos textos de despedida, porque se sentiram julgadas como “farinha do mesmo saco” das outras.

Eu continuo seguindo outros tantos – meu GReader tem assinaturas demais, eu sei – em meio a blogs sobre séries de televisão, livros, bicicletas, gatos e de artesanato, além de muitos blogs pessoais, meus preferidos porque mudam de assunto ou foco conforme a vida da pessoa segue, como esse aqui.

Mas – 36 anos nas costas e continuo começando frases com mas, aff Senhor – se eu tivesse que escolher apenas dois para indicar a vocês seriam estes aqui óh:

Hoje Vou Assim Off – da carioca Ana Carolina, o blog apresenta uma versão alternativa do badalado e lindo Hoje Vou Assim, com looks montados com peças de lojas fast fashion, brechós e achados de liquidação. Apesar de ter um estilo bem diferente do da Ana eu gosto de ver como ela mistura as coisas e, ainda, é uma oportunidade de ver peças que estão nas lojas. As mesmas lojas que eu não tenho coragem ou vontade de garimpar. Eu sou daquelas que vai focada na compra, sabem? Se é uma calça eu entro na loja X e só olho calças, não olho pra mais nada. Se de um lado é bom, do outro perde-se uma ou outra oportunidade de achar aquela peça bonita de preço legal.

Semana passada mesmo ela me ajudou muito: há tempos interessada em um sliper de oncinha eu andava sem coragem de comprar. Não achava nada por menos de R$ 120,00 e do jeito que meus sapatos andam durando pouco – resultado de ter adotado a caminhada como meio de transporte mais utilizado – esse valor se torna proibitivo. Pois num look seu, ela mostrou um exatamente como eu queria e largou o preço: R$ 34,00. Pronto, sonho materializado 2 dias depois aqui em casa, com frente grátis.

Frocks And Frou Frou – Lili mora na Austrália e diz que sua frase favorita é “aonde você conseguiu isso?”. Pois bem, eu penso nessa frase quase sempre quando passeio em seu blog. Lili é, eu imagino, uma das pessoas mais doces do mundo, e isso é refletido de uma forma linda em suas escolhas de roupa. Muita coisa feita ou customizada por ela, o que me deixa mais empolgada ainda, preciso falar?

Já usei muitas de suas dicas – a de prender o último botão do cardigã atrás, nas costas, para mostrar o caimento de um vestido que tenha cintura um pouco mais alta é uma das minhas favoritas – e me apaixonei pelo seu casamento, em que ela usou um sapatinho vermelho de glitter que realmente parecia ter saído do Mundo de Oz. Vale demais a visita!

P.S. E, definitivamente, abandonei o Tumblr como meio de guardar referências de visual, adotando de vez o Pinterest, que permite organizar melhor as imagens que me inspiram e que pode ser consultado rapidinho no meu celular. Recomendo: tem me ajudado muito a compor minhas escolhas.

P.S. do P.S. Uma das frases preferidas no About Me no blog da Lili: “I prefer Operas that end in weddings, to those that end in funerals, and I have a secret stash of romance novels that I’m horribly embarassed about.”

Gostou do Texto?

Cadastre seu email e receba novos
textos por email:

3 comentários em “Ah se eu pudesse… e meu dinheiro desse…”

  1. Priscilla Perlatti
    Priscilla Perlatti 21/07/2012 em 11:39 pm

    Poxa, onde assino? Penso muito como você, meu reader carece de blogs de moda e sempre, SEMPRE converto qualquer gasto em viagens…
    Adorei as indicações e estou indo conhecer a Lili.
    Beijo
    Pri

    Ps. Tô de volta, to coffe or not to coffee?

    1. Simone Miletic
      Simone Miletic 22/07/2012 em 6:47 pm

      Dá uma olhada sim, o site dela é megafofo! Acho que vou pra praia na terça, se não for aviso e fazemos o café nesta semana, se não semana que vem. beijos

  2. Lourdes Mota
    Lourdes Mota 20/09/2012 em 7:16 pm

    Si, adorei as dicas dos sites, vou favoritar para buscar dicas 🙂

Deixe seu Comentário