Livros: O Diário de Suzana Para Nicolas

Eu confesso não lembrar ao certo porque comprei este livro. Lembro que o preço dele não era nenhum absurdo e que o autor anda sendo bem falado em vários lugares. Talvez tenha sido pelo fato da protagonista ser uma editora de livros e eu sempre serei fascinada por esses personagens – me enlouqueço com a ideia de alguém que ganha para ler livros, para descobrir talentos literários.

Sinopse

Depois de quase um ano juntos, o poeta Matt Harrison acaba de romper com Katie Wilkinson. A jovem editora, que não tinha qualquer dúvida quanto ao amor que os unia, não consegue entender como um relacionamento tão perfeito pôde acabar tão de repente. Mas tudo está prestes a ser explicado. No dia seguinte ao rompimento, Katie encontra um pacote deixado por Matt na porta de sua casa. Dentro dele, um pequeno volume encadernado traz na capa cinco palavras, escritas com uma caligrafia que ela não reconhece – ‘Diário de Suzana para Nicolas’. Ao folhear aquelas páginas, Katie logo descobre que Suzana é uma jovem médica que, depois de sofrer um infarto, decidiu deixar para trás a correria de Boston e se mudar para um chalé na pacata ilha de Martha’s Vineyard. Foi lá que conheceu Matt. E lá nasceu o filho deles, Nicolas. Por que Matt teria lhe deixado aquele diário? Agora, confusa e sofrendo pelo fim do relacionamento, é nas palavras de outra mulher que Katie buscará as respostas para sua vida.

Se eu tivesse que definir O Diário de Suzana Para Nicolas em apenas uma palavra, ela seria: Nhé.

Primeiro de tudo: Katie não é a protagonista desta história. Ela na verdade mal aparece: no começo, quando recebe o estranho pacote em sua casa, em um dos capítulos centrais, quando para para respirar sobre o que está lendo, ao final, quando vai até Martha’s Vineyard.

Segundo: as 224 páginas do livro contam exatamente o que está na sinopse. Seria preciso apenas mais uma frase para que você não precisasse mais ler o livro todo.

Ele é tocante? Sim, em alguns momentos. Mas a história é muito previsível, você já imagina o porquê daquele estranho pacote poucas páginas depois de começar a ler o diário junto com Katie. E você se pergunta por que ela não larga esse diário de uma vez e vai atrás do que quer.

Não é daqueles livros que eu termino pensando que foi uma grande perda de tempo, ele distrai, mas também não o recomendaria para alguma amiga.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *