Livros: Um Bestseller para Chamar de Meu

Sinopse

Focada e batalhadora, a agente literária Jojo Harvey combina um belo corpo com uma invejável capacidade de raciocínio. Subindo com desenvoltura os degraus do sucesso na escada da fama corporativa, ela está sempre com a retaguarda protegida e os olhos bem atentos às nuvens para não errar o plano de voo, mas acaba se apaixonando por um dos seus chefes. Justamente o casado. Lily Wright, uma das clientes de Jojo, está no sétimo céu graças ao sucesso instantâneo de seu romance de estreia. Só que seu segundo romance parece que se nega a sair de sua cabeça. Além disso, já gastou todo o adiantamento que recebeu, pois Anton convenceu a pobrezinha a comprar a casa de seus sonhos. E, ainda por cima, ela ainda tem de lidar com a culpa pelo que aconteceu com Gemma. A fabulosa organizadora de eventos Gemma Hogan era a melhor amiga de Lily, até que a melhor amiga lhe roubou Anton. Cuidando da mãe recém-abandonada pelo marido, a vida social de Gemma é uma linha bem horizontal, sem altos nem baixos. Com histórias como as que ela conta em seus textos, a atenção da agente literária Jojo Harvey acaba sendo atraída, e ela aceita Gemma como cliente. Todas elas vão aprender que a natureza do verdadeiro amor pode surgir de muitas e variadas formas.

Eu tinha prometido a mim mesma que só compraria livros da Marian Keyes quando estes saíssem em tamanho de bolso – acho-os caros em suas edições normais -, mas no final do ano fui pega de surpresa por uma promoção da Americanas.com em que cada um saía por R$ 20,00, praticamente o preço do de bolso e acabei me rendendo e comprando mais três títulos da autora.

Por conta do tamanhão dos livros, eles foram relegados paras as férias, junto com os livros da saga Guerra dos Tronos e a biografia de Steve Jobs, porque ninguém merece carregar esses pesos todos os dias na bolsa, indo e voltando, a pé e de metrô. Ganha-se cultura, mas eu ia acabar é com um problema de coluna.

Dentre esses, Um Bestseler para Chamar de Meu acabou passando na frente, afinal,eu estava de férias, não parava de chover e eu precisava de algo leve para alegrar meus dias.

E a escolha não poderia ter se demonstrado mais acertada: o livro é delicioso. Do que já li da autora, esse disputa o primeiro lugar na preferência, eu diria até que ele é melhor que Melancia, mas este tem aquela vantagem de ter sido o primeiro que li da autora, de ter me surpreendido quando eu não esperava nada.

Primeiro porque ele matou minha curiosidade de conhecer um pouco de como funciona a indústria literária – acho que todo fanático por livros tem essa curiosidade, até porque sempre sonhamos em ter o nosso próprio bestseller, não é mesmo? -, em segundo porque eu realmente me encantei com as três tão diferentes protagonistas da história.

E, ao contrário do que a sinopse indicaria, o amor não é foco principal, mas pano de fundo para as mudanças que as três farão em sua vida ao longo dessa história leve.

Gemma começa como preferida, perde uns pontos no meio do caminho, mas volta a liderar quando finalmente esquece o passado e se permite olhar adiante.

Lily começa aparentemente uma bobinha, mas ganha posições ao lidar com o sucesso e o fracasso literário.

Já Jojo é uma descoberta. A história foge bem do clichê da amante do chefe, mostrando de forma divertida que, muitas vezes, não são os outros que nos enganam, a gente faz isso bem direitinho sozinhos.

Leve e divertido, um perfeito livro de férias.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *