Livro: Um Grito Na Noite

Eu, de novo, lendo Mary Higgins Clark. Mais um daquela leva que acabei comprando na Livraria Cultura, em surto porque o vendedor me contou que não havia previsão de novos lançamentos da autora. Só que, como sempre temos uma protagonista eu achei por bem intercalar os livros da moça com outros, por medo de começar a confundir personagens.

Medo bobo esse: podemos sempre ter uma mulher bonita e forte como protagonista, mas bonitas e fortes à sua maneira e, em Um Grito Na Noite, são histórias bastante particulares, sem perigo de confusão.

A melhor definição que encontrei para Um Grito Na Noite é que ele é aflitivamente bom. Daqueles que você tem muita dificuldade em largar sem saber o fim da história e você sofre junto com a protagonista.

Sinopse

Jenny MacPartland trabalha em uma galeria de arte em Manhattan, onde conhece o renomado pintor Erich Krueger. Após um breve namoro, eles se casam e ela e as filhas vão morar na fazenda de Erich em Minnesota. Mas esse conto de fadas se transforma em pesadelo quando uma série de incidentes estranhos acontece e coloca em risco seu casamento, sua família e sua própria vida.

Você sabe, desde o primeiro momento, que a verdade é boa demais para não ser problemática. Você sabe, desde o primeiro acontecimento estranho, quem é o responsável. Você sabe de tudo isso, mas você não quer largar o livro porque quer descobrir como a pessoa está fazendo aquilo, como descobrirão e o que será perdido até esse momento.

Jenny, a personagem principal, não é linda demais, nem forte demais. Acho que, comparando com os outros livros da autora que li, é a mais humana das protagonistas, o que faz com que você de cara simpatize com ela. E, por isso, você sofre com ela também.

Meu favorito da autora até aqui.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *