Em 2010 tive inveja de…

Minha amiga Angela explicou bem no seu texto sobre os dois lados da inveja: o invejoso que quer o que o outro tem, porque se considera vítima do destino e vê o outro como não merecedor, e a pessoa que tem inveja de algo e usa isso como mola propulsora para conquistar algo que deseja muito.

E lá vou eu falar do O Mundo é Plano de novo: em determinado capítulo do livro, o autor conta de um papo com um morador da Índia sobre o fato de sua família ser vencedora enquanto ele tinha um primo pobre no Paquistão que tinha se tornado um terrorista. É o indiano que explica: meu pai optou por trabalhar para conquistar aquilo que ele via que os demais tinham, enquanto o primo dele escolheu destruir a pessoa que tinha o que ele queria ter.

Eu prefiro acreditar na força propulsora de histórias que dão certo e, por conta disso, eu passei por tanta mudança neste último ano. Cresci tanto.

Por ter inveja dessas pessoas livres que vejo em suas bicicletas, por exemplo, eu comprei a minha, descobri um mundo novo, mas ainda tenho a inveja branca da coragem deles, de mudar de vez, enquanto ainda tateio procurando a coragem de dar o último passo, encarar uma Avenida Paulista em pleno dia, sabem?

Para saber mais e participar deste meme, clique no selo

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *