No Universal Channel: Rookie Blue

Hoje é dia de estréia no Universal Channel – quem diria, não é? Houve um tempo em que a vida era bem mais parada nessa época do ano- com a chegada de Rookie Blue, seriado produzido pela ABC e gravado no Canadá.

Se você acompanha os sites internacionais não deve ter escapado da máxima “é um Grey’s Anatomy na delegacia”, mas eu particularmente acho que isso é reduzir muito o seriado, mas ele também não é nenhuma maravilha – pensem que recebi o DVD do canal com o piloto há duas semanas e só hoje saiu o post por conta da estréia.

Tendo como estrela maior a atriz Missy Peregrym, antiga conhecida dos fãs de Reaper, o seriado mostra o dia a dia de novatos da polícia, recém saídos da academia.

Além da atriz, ainda estão no elenco como novatos: Enuka Okuma, Gregory Smith, Charlotte Sullivan e Travis Milne.

No piloto vemos Andy, personagem de Missy, uma garota de uma família de policiais, e os demais chegando à delegacia e depois partindo para o seu primeiro dia. Quem mais vemos é Andy, que primeiro falha para depois acertar num dia corrido e confuso, e é a única a realmente encarar o perigo logo de saída.

A maior falha do piloto é não nos envolver: ao optar por centralizar a história na personagem de Missy, a policial Andy, o seriado impediu que nos envolvêssemos com o grupo e aí você se sente perdido – é um seriado sobre a personagem ou sobre o grupo? A falta de envolvimento resulta em falta de atenção e aí dificilmente você consegue identificar o que de novo o seriado poderia trazer. Se alguém achou me conte, por favor.

O seriado já teve sua segunda temporada garantida e eu devo arriscar outros episódios, afinal, estamos em fase de entressafra, e posso descubrir que é tudo uma questão de encontrar seu ritmo.

O seriado chega na faixa das 22h00, tomando o lugar de Greek. Depois me contem o que acharam.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. Eu tb fiquei meio assim com o piloto, mas depois a série vai melhorando e dando mais espaço para os outros, mesmo que a McNally sempre fique no centro =/

    Responder

  2. Concordo contigo, realmente a estréia se baseou, praticamente, em um único personagem e também não gosto quando isso ocorre, pois afinal de contas, pelo título trata-se do grupo, mas pretendo ver mais um pouco para ver onde chegarão.
    O que eu gostei foi mostrarem novatos atrapalhados, inseguros… mas forçaram a barra colocando Andy enfrentando bandidos.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *