Three Rivers: Every Breath You Take (01×11)

Comecei gostando muito… Terminei gostando quase nada. Foi assim com esse episódio.

Gostei da abordagem do bombeiro precisando de transplante, de Andy sugerindo o tratamento alternativo. Não gostei tanto de justo a menina ser compatível, acabou parecendo forçado, até porque ela não doa para ajudar ao capitão, ela doa para evitar que Jimmy, o único cara que ficou do lado dela, seja novamente operado.

Valeu porque deu espaço para Miranda aparecer um pouquinho mais, mas foi tão pouco. Acho que vou ficar eternamente frustrada pela forma como a personagem foi colocada em segundo plano.

Apesar desses detalhes, eu gostei da história porque, de novo, adoro essa coisa de salvar vida, de sacríficio voluntário.

Do outro lado, não liguei muito para a história do rapaz que ficou ferido no incêndio, não consegui criar empatia, e odiei esse papo de envolver Andy com o crime do tio. Achei desnecessário ao extremo isso, além de não caber naquilo que foi o foco do seriado até aqui…

Ah, adorei o nome do episódio – adoro escolhas inteligentes.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário


  1. Olá blogueiro,
    É muito importante incentivar a doação de órgãos e conscientizar as pessoas sobre a importância deste gesto de solidariedade.
    Para ser doador de órgãos não é preciso deixar nada por escrito. O passo principal é avisar a família sobre a vontade de doar. Os familiares devem se comprometer a autorizar a doação por escrito após a morte. Divulgue a ideia e salve vidas!
    Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br
    Ministério da Saúde

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *