Haven, se o roteiro não bastasse, a gente erra na continuidade

Não sei se mais alguém anda na coragem de acompanhar Haven, um dos seriados mais toscos dos últimos tempos, exibido pelo canal SyFy nos EUA (já foram exibidos até agora 04 episódios), se sim, gostaria de perguntar se mais alguém pegou o erro feio de continuidade no episódio Butterfly (s01e02):

Contextualizando: Audrey, agente do FBI que vai parar na pequena cidade de Haven, no Maine (adivinhem inspirado nas histórias de quem o seriado foi feito), para investigar a fuga de um criminoso. O cara acaba morto, ela descobre algo que pode ser uma pista sobre sua família e vai ficando. Sem muito o que fazer, acaba por ajudar a polícia local a investigar alguns casos bizarros.

A primeira imagem mostra Audrey conversando com o chefe de polícia. O assistente dele, e seu filho, entra e conta que um estranho acidente destruiu o bar da cidade e ela pede para acompanhá-lo. Na cena seguinte, tchanã, Audrey trocou totalmente de roupa.

Tipo, não sobrou nadinha do primeiro figurino para pelo menos disfarçar a mancada: na primeira imagem jeans, camisa azul, blazer branco (ficou escuro nessa cap), na segunda calça preta, camisa branca, blusinha preta e blazer bege.

Para vocês imaginarem o quanto o seriado é bom (#not), convidei o marido, fã confesso de Stephen King, autor do livro Colorado Kid, em que foi inspirada a história, para acompanhar comigo o seriado. Já neste segundo episódio ele me perguntou por que eu estava me sacrificando a este ponto. Joguei o macaquinho para ele: estou impedida de colocar Fringe em dia porque ele quer assistir a toda a primeira temporada de novo antes de começar a segunda. Ele jurou que neste fim de semana assiste a todos só para eu parar com essas coisas…

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

11 Comentários


  1. Hahahahah, adorei a sua técnica com o marido ^_^.
    Eu estou assistindo Haven, mas achei horrível desde o início. Só que ultimamente ando numa fase trash, então…tenho consumido cada coisa…

    A propósito, não tinha percebido o erro de continuidade.

    Responder

  2. Eu estou com piloto da serie aqui a algum tempo. Mas estou em meio a maratonas (In Plain Sight, Lie To Me e The L Word) Então por enquanto vai ficar aqui.
    Mas realmente baxei por baixar pq nem fã de Stephen King eu sou…

    E a moça troca de roupa rápido hein? Deve ter trocado de roupa no carro enquanto dirigia HAHAHAHAHA

    Responder

    1. Bom, a coisa é bizarra mesmo, vai que foi, risos.

      Olha, eu te digo que o negócio é bem ruizinho. Happy Town, que nem era essas coisas, dava de dez. Eu tô colocando em dia Supernatural e preciso assistir a segunda toda de Fringe.

      Responder

  3. Também estou assistindo – confesso que fui fisgada pelo nome do Stephen King – e ainda não consegui formar opinião… o que não é bom, convenhamos. Se a série fosse boa MESMO, eu já estaria convicta disso no terceiro episódio. Mas vou insistir.

    E não peguei o erro de continuidade. 😛

    Responder

    1. Oi Lu! Stephen King é aquela coisa: ou a adaptação fica muito boa (Tempestade do Século) ou muito ruim (Nightmares And Dreamscapes). Eu vou continuar assistindo porque não resisto a essas coisas bizarras, risos.

      Responder

  4. A serie pode nao ter um enredo muito bom, mas as locacoes sao lindas, mesmo q o tempo esteja sempre nublado o estado do Maine no nordeste dos EUA é muito bonito. Tomara que a serie deslanche pois, como Lost ela tem muitos misterios.

    Responder

  5. Eu acho que isso é excesso de novelas e preguiça de entender algo mais “estranho”

    Responder

  6. Cara, eu adorei a série(sempre me dizem que sou do contra), gosto dessas coisas de poderes, vampiros e afins. tô louca pra ver a segunda temporada, o ultimo ep. do primeiro foi surpreendente.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *