2 comentários em “Roupas: diferença entre gasto e investimento”

  1. Fer
    Fer 22/06/2010 em 10:45 am

    eu vejo minhas roupas como investimento em 90% dos casos (reservo uns 5% para camisetas básicas pra sobreposições e outros 5% pra coisinhas divertidas q eu não me importo de comprar de locais de baixa qualidade). mais ainda: vejo como peças de colecionador mesmo. pra mim, tem que durar bastante, e se eu tenho q passar adiante depois de míseros três anos, eu acho q fracassei na compra. outro dia fiquei desolada ao constatar q não tava mais conseguindo usar uma camisa q eu adoro, comprada em 2007, e isso porque ela não cai mais direito em mim. ela não cai mais direito em mim por causa de uma plástica q mudou todo o meu tipo físico, mas ainda assim sofri. tô com ela guardada ainda porque quero pensar em alguma remodelação no modelo dela pra continuar aproveitando, vamos ver.

    e quando a gente vê roupa como investimento, para de vez de se preocupar com o valor “alto” que ela pode ter, porque sabe q a vida útil é longuíssima. mas somos exceções, Si. e vou te dizer q eu acho q tem gente q gosta exatamente de comprar as versões mais baratinhas e mal-feitas de roupas e sapatos pra justamente poder trocar bastante, não ter sempre aquela cara “ah, nunca faço compras”. eu tenho um puta orgulho de dizer q uso as mesmas botas há quinze anos, mas tem gente q se acha demodê por usar uma do ano passado 😛 fazer o q?

    não tenho apego a quase nada no mundo, mas aos meus itens de coleção (roupas, sapatos, livros, DVDs), eu tenho e muito!

    beijo!

    1. Simone Miletic
      Simone Miletic 22/06/2010 em 10:52 am

      Eu também acho que a gente é excessão Fer: todo dia alguém arregala o olho quando eu falo o preço de uma bolsa ou um sapato. Eles preferem comprar aquelas milhares de sapatilhas de 20,00 e seis meses de uso, uma de cada cor.

      Eu ainda prefiro ter uma bota só, mas ser a bota, ou uma jaqueta só e ser a jaqueta.

      Também sou apegada com tudo que tenho, o primeiro cômodo pronto em casa foi uma biblioteca. Tenho milhares de livros, alguns de infância, e não consigo me desfazer, eles fazem parte da minha história.

      beijos

Deixe seu Comentário