Mothern: E se…

mothern

Um episódio, no mínimo, diferente de Mothern. Desta vez centrado em Luiza, que após o nascimento de Nina sente que algo se perdeu em seu casamento com Léo. Menos mal se ela conseguiu encontrar isso novamente. A história das reclamações de Bel acabou apenas servindo para quebrar o ritmo da história de Luiza.

História que não falou de crianças, mas falou de algo comum demais nos casamentos: depois da chegada dos filho o casal meio que deixa de ser casal, meio que deixa de ter seus problemas, sua vida, é como se tudo girasse em torno da pequena cria (o que acontece sim, na maioria das vezes).

Nina tem um episódio estranho na escola, acaba por brigar com um menino da turma, que a chama de idiota. Luiza assume as dores da filha, como todas fazemos, e o menino e seu pai viram inimigos públicos numero 01 e 02. Quando o pai do menino diz que Nina é a culpada, imagine só, Luiza fica tão alterada que acaba por quebrar o nariz do moço, sem querer, a bem da verdade.

Depois de descobrir mil coisas em comum com o moço, enquanto o leva ao hospital para tratar do tal nariz, Luiza se sente interessada por ele, e os dois começam uma história de flerte, imaginando como seriam suas vidas caso eles tivessem se conhecido anos antes, quando participaram de um mesmo concurso de contos.

Saem andando pela cidade, imaginam histórias e experiências, os dois em sintonia. O encontro acaba em um beijo, que Luiza nos conta ter sido o único trocada pelos dois. Mas ela sabe que esse flerte pode ter sido o que a fez buscar uma solução para ela e Léo, para recuperar esse quê perdido e tão importante. Ela revê e arruma as fotos dos dois, de antes de Nina, e faz um convite ao marido: viajar de novo e nos olhos dela você vê que ela quer dizer “os dois”.

Em casa, Bel reclama de tudo – da faxina, do barulho, da blusa – e eu fico pensando se isso é fase; se for, please, que a Carol não chegue nela neste ano, afinal, ela já é bem geniosa sem esse tanto de reclamação. A mãe lhe dá o direito de fazer 03 reclamações no dia, o que faz com que a garota tenha que escolher muito bem do que vai reclamar. O finalzinho, quando ela reclama do bolo da mãe, foi redentor.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário


  1. O sepisódios de Mothern estão um arraso!!!!
    Fala sério, onde encontram essas crianças tão talentosas… Meu Deus, fico de Boca aberta, quando vejo A Bel ( Fernanda Concon), A Laura ( Pietra Pan)…
    Com certeza, elas já nasceram atrizes.. Sucesso p elas.. que Têm um dom maravilhosa frente às câmeras.
    Parabéns p GNT … que sempre acerta quando coloca Mothern no at!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *