Certas coisas eu nunca serei capaz de entendr ou temos racismo em pleno Século 21

Hoje pela manhã estava assistindo ao Bom Dia Brasil e fui surpreendida pela notícia de que Dudu Nobre e sua esposa Adriana Bombom teriam sido ofendidos pelos tripulantes de um vôo da American Airlines vindo do New York.

Sentei na cama para ver direito, inconformada que uma coisa dessas ainda acontecer em dias atuais. Fiquei mais inconformada ainda ao saber que os “suspeitos” não são americanos. O comissário que agrediu Dudu e seu produtor é chileno, de nome Carlos, já a comissária é brasileira, de nome Tatiana. A reportagem da Globo falou os nomes completos, mas, infelizmente, eu não anotei.

Como minha psicóloga disse para mim ainda na outra semana: apesar de não ser certo, muitas vezes aceitamos certos comportamentos por causa do passado. Por exemplo, aceitamos que os americanos, algumas vezes, tenham comportamento racista pelo fato de que não faz nem 40 anos que o racismo institucionalizado acabou no Sul do país. Por ser mais recente seria mais aceitável, apesar de ainda muito errado.

No Brasil, país famoso por sua mistura entre raças (eu mesma descendente dos mais variados povos), tal comportamento parece despropositado. Anormal até.

Ao ver Dudu contando o caso ocorrido no último dia 17 de novembro, quando ele foi chamado repetidamente de macaco pelo comissário de bordo, isso na frente de seus filhos, não sabia se ficava revoltada ou desesperançada.

Adriana também falou, contando que desde o início do vôo, ainda na cidade de New York, o casal foi alvo de preconceito, sendo bastante maltratados. Ao chegar em São Paulo, Adriana foi chamada de estúpida pela aeromoça, isso porque ela estava demorando para sair porque estava calçando seus filhos.

O diretor comercial da empresa diz que nenhuma reclamação foi feita diretamente à empresa e que eles só ficaram sabendo ao ver a notícia no jornal. Disse ainda que já está em curso uma investigação sobre o assunto.

Mais do que investigação, é responsabilidade da empresa pedir desculpas pelo ocorrido e é responsabilidade da justiça brasileira punir os culpados.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *