O que está acontecendo com as pessoas?

Pela porta

Quem me conhece pessoalmente sabe que eu sou a própria Pollyanna do livro de Eleanor Porter. Cumprimento até extintor de incêndio quando chego de manhã no escritório. Mas acho que as pessoas podiam ser pelo menos um pouquinho mais bem humoradas. Ainda acredito que um sorriso pela manhã melhora o dia de todo mundo.

Ontem pela manhã fui ao Instituo Pasteur, na Avenida Paulista, tomar vacina contra a febre amarela, pois vou viajar para Brasília no dia 20.

Na chegada fui cumprimentando o segurança com um Bom dia e um sorriso, perguntando sobre a vacina, ele, sem me dizer bom dia e menos ainda mostrando um sorriso, me indicou uma porta próxima onde já havia uma pequena fila.

Fui para a fila e uma moça foi pedindo os documentos de quem lá estava. Eu, com um bom dia, entreguei toda orgulhosa minha carteira de vacinação, guardadinha desde sempre. Ela nem na minha cara olhou.

Em seguida fui chamada pelo nome por outra moça. Que só me perguntou se eu já havia tomado a vacina alguma vez, anotou a vacina na minha carteirinha e me mandou me dirigir ao balcão ao lado, sem nem olhar na minha cara.

Cumprimentei o moço da vacina, que não respondeu e nem olhou na minha cara. Ele me deu a vacina no braço, que não doeu nada,  e colou o esparadrapo com o algodãozinho. Nem tchau.

Sai de lá pensando como pode uma coisa dessas. Ainda era segunda, nem oito da manhã, e o povo já nessa má vontade toda.

E depois dizem que é o que se come que faz mal, dá doença, dá câncer. É esse mal humor deles, isso sim.

Gostou do Texto?

Cadastre seu email e receba novos
textos por email:

2 comentários em “O que está acontecendo com as pessoas?”

  1. Paulo Fiaes
    Paulo Fiaes 13/02/2008 em 11:37 am

    eu sou introspectivo
    costumo retribuir com carinho quando alguém fala
    mas muitas vezes costumo passar sem falar quando a outra pessoa n fala
    é timidez
    e soube que mta gente acha q sou tirado
    uma pena
    mas sei q tenho q melhorar isso
    e sim
    um sorriso faz toda a diferença

  2. Liliane Sastre
    Liliane Sastre 13/02/2008 em 12:23 pm

    As pessoas externam aquilo que lhes está na alma, sendo assim, quanto mais rancorosos e mau-humorados são, seus espiritos mais transmitirão aos que estão a sua volta. E assim se dá com aqueles que são alegres e felizes.
    Ambos contagiam, tanto a tristeza quanto a alegria.
    Uma coisa é certa, você fez a sua parte, assim como eu também faço a minha e recebo o mesmo que você recebeu.
    O que vale é tentar contagiar os outros com o que há de melhor em nós.
    Beijos

Deixe seu Comentário