Cinema: Artista do Desastre

Quando soube que James Franco tinha feito um filme sobre “o pior filme do mundo”, pensei: “Ué, vão fazer outro tributo a Ed Wood?”.

Não era  o caso. Aparentemente, existem muitos piores filmes do mundo e este em especial, escolhido pelo ator, pode não ser tão conhecido pelo público quanto o que remete à obra de Edward D. Wood Jr., mas tem carisma e força o suficiente para conquistar logo de cara.

Sabe aquela história que de tão ruim fica boa? É disso que se trata “The Room”, um drama de 2003 idealizado, dirigido e protagonizado por Tommy Wiseau, um americano excêntrico do qual pouca coisa se sabe até hoje. Com a ajuda do fiel amigo Greg Sestero, “The Room” foi gravado de maneira totalmente independente e mambembe, com um orçamento de algo em torno de 6 milhões de dólares e retorno de menos de 2 mil dólares de bilheteria.

Um fracasso retumbante que, com o passar dos anos, seria incensado como obra cult.

É a história da gravação desse “fracasso” (uso aspas já que, afinal, olha o filme aí sendo reverenciado até hoje) que James Franco conta em seu Artista do Desastre. Assim com Wiseau, Franco é um sonhador descarado e um artista quase (quase? há controvérsias) megalomaníaco. Ao assumir o projeto de produzir o filme, fez uso de todas as suas conexões em Hollywood e conseguiu não só a benção do próprio Wiseau, como toda a estrutura necessária para recriar essa história com participações de luxo neste filme que é  protagonizado, dirigido e produzido por ele.

O filme é baseado no livro best-seller de Greg Sestero, que conta os bastidores da filmagem de “The Room”. Com um retrato tão real que espanta, Franco traz um Wiseau que não pode ser compreendido, mas que é imediatamente amado. Seu jeito esquisito, as roupas góticas, o cabelo sempre na cara e as respostas afiadas na ponta da língua fazem com que já nos primeiros minutos de filme você esteja gargalhando e torcendo por ele.

O filme chega aquecido para a temporada de premiações de 2018, já tendo rendido um Globo de Ouro e um Screen Actors Guild Awards, entre outros, ambos para James Franco – ainda que as recentes e sérias acusações contra o ator tenham tirado um pouco de seu brilho.

Artista do Desastre é mesmo uma pérola. Mais lapidada e cara do que “The Room”, por certo. Ainda assim, faz jus ao filme ao ser também uma celebração do sonhadores, dos que buscam realizar mesmo diante das dificuldades mais insuperáveis. Sejam elas falta de talento ou da mínima noção do que se está fazendo.

Ed Wood ficaria com inveja.

Dirigido por James Franco, O Artista do Desastre é estrelado por Dave Franco (“Vizinhos”, “Truque de Mestre”) como Greg Sestero; James Franco (indicado ao Oscar por “127 Horas”, a série “The Deuce”) no papel de Tommy Wiseau; Seth Rogen (“Vizinhos”, a trilogia “Kung Fu Panda”) como Sandy Schklair; Alison Brie (“Arrume um Emprego”, a série “Mad Men”) no papel de Amber; Ari Graynor (“Para se Divertir”, “Ligue…”) como Juliette Danielle; Josh Hutcherson (da série “Jogos Vorazes”) no papel de Philip Haldiman; e Jacki Weaver, indicada ao Oscar (“O Lado Bom da Vida”, “Cinco Anos de Noivado”) como Carolyn Minnott.

O roteiro foi escrito por Scott Neustadter & Michael H. Weber (“(500) Dias com Ela”, “A Culpa é das Estrelas”), baseado no livro “The Disaster Artist: My Life Inside the Room, The Greatest Bad Movie Ever Made”, de Greg Sestero e Tom Bissell. Assinam a produção James Franco, Vince Jolivette, Evan Goldberg, Seth Rogen e James Weaver. Os produtores executivos são Scott Neustadter, Michael H. Weber, Toby Emmerich, Richard Brener, Michael Disco, Dave Neustadter, Alexandria McAtee, Roy Lee, John Powers Middelton, Nathan Kahane, Joe Drake, Erin Westerman, Kelli Konop e Hans Ritter.

Na equipe de criação estão o lendário diretor de fotografia Brandon Trost (“Vizinhos”, “A Entrevista”); o designer de produção Chris Spellman (“Segurando as Pontas”, “É o Fim”); a editora Stacey Schroeder (“Popstar: Sem Parar”, “Sem Limites”) e a figurinista Brenda Abbandandolo (“Eu Sou Michael”, “Traumas de Infância”). Dave Porter (da série “Breaking Bad”) compôs a trilha sonora.

Com estreia nos cinemas brasileiros prevista para 25 de janeiro, a A24 e New Line Cinema apresentam, em associação com Good Universe, Point Gray/Ramona Films, um filme James Franco, Artista do Desastre, uma distribuição da Warner Bros. Pictures no Brasil.

Cinema: O Rei do Show

Cinema: O Rei do Show

A expectativa não era pequena: desde seu primeiro trailer, O Rei do Show prometia ser um dos melhores filmes do…

Leia Mais

Warner divulga primeiro trailer de A Noite do Jogo

Warner divulga primeiro trailer de A Noite do Jogo

Jason Bateman (filmes “Quero Matar Meu Chefe”, série de TV “Arrested Development”) e a indicada ao Oscar Rachel McAdams (“Spotlight…

Leia Mais

Compartilhe o bem: suas estrelas da Starbucks viram doações para a Fundação Gol de Letra

Compartilhe o bem: suas estrelas da Starbucks viram doações para a Fundação Gol de Letra

Você toma café e contribui para um futuro melhor, o que acha? Até o próximo dia 22 de dezembro, a…

Leia Mais

Maurício de Souza apresenta nova personagem da Turma na 1ª Corrida Donas da Rua

Maurício de Souza apresenta nova personagem da Turma na 1ª Corrida Donas da Rua

Como eu contei para vocês aqui mesmo, neste domingo acontece a 1ª Corrida Donas da Rua no Parque do Ibirapuera….

Leia Mais

Contatos Imediatos de Terceiro Grau completa 40 anos e ganha exibição especial no MIS

Contatos Imediatos de Terceiro Grau completa 40 anos e ganha exibição especial no MIS

A Sony Pictures Home Entertainment, em parceria com o Mundo Nerdovski, a Bier Hub e o MIS, promoverá um evento…

Leia Mais

Kinoplex e a Paris Filmes realizam campanha por Um Sorriso Extraordinário

Kinoplex e a Paris Filmes realizam campanha por Um Sorriso Extraordinário

Inspirados pela história emocionante de Auggie Pullman, protagonista de extraordinário, o Kinoplex e a Paris Filmes firmaram parceria com a…

Leia Mais